Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

27/05/2010

31 primaveras floridas

Após o dia de ontem, quando comemorei minhas 31 primaveras, não consegui pensar em muita coisa além de sentir felicidade plena. Grande parte eu devo ao carinho dos meus amigos e parentes, e a maior fatia do bolo, ao meu amor.

Foto por Yuri Hayashi

Quero que minha vida continue a ser uma cesta de macarons: firmes em seu exterior mas totalmente surpreendentes em seu recheio. C'est la vie!

25/05/2010

Ao beber chá sozinho...

Foto por Cláudio Brisighello


"Ao beber chá sozinho...

Com minhas próprias mãos, eu seguro uma xícara de chá;
Eu vejo toda a natureza representada em sua coloração verde.
Fechando os meus olhos eu encontro montanhas verdes e água pura dentro do meu próprio coração.
No silêncio, sozinho e bebendo chá, eu os sinto tornando-se parte de mim."

Soshitsu Sen
- Mestre de Chá XIV da tradicional Escola de Chá Urasenke, Japão


(tradução livre pelo Chá, Arte e Vida!)

24/05/2010

Chá x Café

Existe uma velha rixa entre o chá e o café. Estas pobres plantas sequer sabem disto, mas os humanos, com a costumeira mania de comparar coisas, chegaram ao impasse de querer saber qual dos dois é mais saudável. Não vou entrar no mérito da questão nutricional, e vou confessar que gosto muito de um bom cafezinho. De cappuccino então, nem se fale! Aqui, o que vale para mim é o prazer do momento e cada líquido se encaixa bem em alguma parte do dia: O café é um shot apressado de energia e sabor, enquanto o chá prolonga o seu prazer em um paciente ritual.

Encontrei por acaso esta série de vídeos que se eu fosse aficionado por cafés, não perderia. Abaixo, um dos episódios:




Cappuccino, Intelligentsia por Department of the 4th Dimension

20/05/2010

Chá da tarde

O que você está fazendo sentado aí na frente do computador? É hora do chá da tarde!


19/05/2010

Outros chás do meu jardim

Para não dizer que as Camellias são as meninas dos meus olhos, apresento os outros integrantes do "time chás" pertencentes ao meu jardim em formação:

A dona Erva-mate: Ainda é uma jovem muda, mas veio forte e plantamos em um lugar que retém um pouco de sombra, conforme ela gosta. Em breve já poderá cair na nossa cuia!

Foto por Yuri Hayashi

A princesa Jasmim-Árabe: Que trabalhão que deu para achar essa muda, viu. Para começar, Jasmim é o termo mais genérico possível (você procura uma e acha trezentas) e o Jasmim Imperial, que me empurravam na falta do Árabe, é mais indicado para pratos e doces. Se não fosse meu marido, estaria sem ela até hoje. 
Esta planta era muito importante para mim pois constitui um dos meus chás favoritos, o Chá de Jasmim chinês. Ela já está florescendo e assim que me mudar em definitivo já posso produzir seu maravilhoso e aromático chá.

Foto por Yuri Hayashi

18/05/2010

Nasceu!!! - Plantando a Camellia sinensis 2

Olha que surpresa maravilhosa. Minhas "Filhas  sinensis" estão nascendo! Nada mais recompensador do que esta cena. Vocês podem ver na foto duas sementes que foram plantadas ao mesmo tempo e como o crescimento é algo realmente particular: Enquanto uma deu uma boa esticada a outra ainda está saindo da casca.

Vida de Nômade

 Recompensa nos finais de semana. Foto: Cláudio Brisighello

Perdoem-me o sumiço. Esta vida de nômade que ando passando não me deixa ter raízes por longo tempo e a correria se instalou momentaneamente por aqui. Como gosto de escrever com calma, não consegui um segundinho para mim mesma nestas últimas semanas e por isso não postei nada.

Em menos de três meses pulei de lugar 4 vezes e ainda não estou no definitivo. Mas vale ressaltar que voltar à cidade grande instala um ritmo tão exaustivo na minha vida que mal consigo contemplar as coisas. O que me salva ultimamente são meus finais de semana fora daqui, minhas queridas plantas, meu chazinho da tarde e saber que muito em breve estarei de volta ao lar.

Já venho com mais no próximo post.

04/05/2010

Plantando a Camellia sinensis

Vou aproveitar este meu blog que também fala de chás para registrar o andamento da minha pequena plantação de Camellia sinensis, a planta do chá. Sei que elas não são tão populares por aqui no Brasil, mas depois da  pequena introdução que fiz no outro post, vocês já devem saber um pouco mais sobre este assunto e conseguirão me acompanhar.


Para mim também é uma experiência nova, nunca plantei a Camellia sinensis anteriormente, e com isto espero ter boas experiências e dicas para quem também quiser se aventurar nesta prazeirosa colheita de longo termo.

Após encontrar um bom fornecedor, conserve bem as sementes até o plantio. Se o fornecedor lhe der instruções de como proceder, siga-as fielmente. No meu caso, escolhi fazer uma plantação totalmente orgânica, apenas recolhi terra do meu terreno e as plantei de forma bem rasa. A semente se assemelha a uma noz e possui uma casca bem rígida. As sementes com cascas totalmente inteiriças podem demorar um pouco mais a brotarem (até conseguirem passar por essa membrana). As sementes rachadas tem grande potencial em crescimento rápido enquanto as sementes retiradas desta casca podem apodrecer por excesso e umidade. A Camellia sinensis gosta de pouca água e bastante claridade nesta fase. Acima, na foto, podemos vê-la ainda semente e após 14 dias, sua primeira longa raiz saindo da rachadura da casca. 

Acima de tudo, tenha tempo para cultivá-las e lhes dê bastante atenção e carinho. As minhas sementes ganharam até padrinhos que mandam pensamentos mais que positivos para seu crescimento!

Em breve, mais notícias das minhas pequenas.

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.