Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

22/12/2011

Para 2012...

... mais amor em nossas vidas!


A gente se encontra no ano que vem!

06/12/2011

Livro sobre chá do Senac

Preenchendo uma lacuna de publicações sobre o mundo dos chás no mercado nacional, o Senac traduziu o livro de Christine Dattner com o título "Chá, Rituais e benefícios".


Passando rapidamente por uma livraria e avistando o dito cujo, não resisti à tentação de folhear suas páginas. Parece um livro que tenta abranger a origem do chá em diversos países que adotaram-no em sua cultura mas de forma bem ampla. Ao meu rápido ver é um ótimo livro para quem está começando no mundo dos chás e uma vez traduzido para o português, fica muito mais acessível. Está aí de dica aos interessados e curiosos!

23/11/2011

Onde comprar muda ou semente de Camellia sinensis

Muitas (e coloca muitas nisso!) pessoas me mandam mensagens perguntando onde adquirir uma muda ou semente da planta do chá, a Camellia sinensis. O problema é que eu não sei, infelizmente. As minhas sementes vieram de fora do país (e se você estiver disposto, pode tentar importar pela internet, claro, é só pesquisar no Google alguma loja no exterior). Você também pode pesquisar no Google se algum viveiro nacional vende. Eu nunca fui atrás pois já possuo as mudinhas que preciso. E aproveito para dizer que eu não vendo mudas ou sementes. Isto tudo é um hobby e prazer pessoal e não tenho interesse nenhum em comercializar minhas plantas.

Atualização:  Outro dia, passando em uma loja de conveniência, me deparei com uma muda da planta do chá, anotem o viveiro: http://www.mudasfrutabella.com.br

Já adianto que a partir de hoje não responderei mais perguntas a respeito disso, já deu (desabafo).
Boa sorte na sua procura!

22/11/2011

Pequena avaliação dos chás Celestial Seasonings

A Celestial Seasonings havia me enviado alguns chás para que eu pudesse experimentá-los e hoje trago um feedback da seleção que recebi.

Chás e infusões Celestial Seasonings

Os meus favoritos foram o Sleeptime (infusão de ervas) e o Green Tea Decaf Mint (Chá verde, branco e menta). O primeiro eu já conhecia e acho a sua mistura e balanço de sabores muito bons. O segundo é bem refrescante e leve. 

O Country Peach Passion (infusão) fica bom como chá gelado e tanto o Chamomile (infusão) quanto o Honey Vanilla Chamomile (infusão) são bem perfumados, muito aromáticos. Também com sabor forte é o Peppermint (infusão) que invade a boca por completo.

O Wild Berry Zinger (infusão), Lemon Zinger (infusão) e o Black Cherry Berry (infusão) foram os que eu menos gostei. Ainda não encontrei um chá que envolva frutas cítricas ou vermelhas que agrade meu paladar e traga aquele frescor que as frutas naturalmente possuem. 

Agradeço à empresa pela preocupacão com seus consumidores e espero ter ajudado vocês na hora de escolher qual sabor experimentar primeiro!

*Artigo Patrocinado - Você leu um post patrocinado. Este aviso representa nosso comprometimento e transparência diante da sua opinião.

15/11/2011

Bodas de Flores e Frutas

Os anos vão passando e a gente nem percebe. Muito disto vem da vida tão vivida que levo a dois e não nos deixa divagar no tempo, perdendo o foco do nosso objetivo principal, a felicidade com pés no chão (e às vezes de ponta-cabeça também, porque não?).

C&Y

Estou comemorando minhas bodas com muitas flores e frutas aqui do meu ranchinho, pois esta chuva dos últimos dias inspira vida!

12/11/2011

Cupcake de Baunilha

Procurei uma massa base de baunilha para utilizar em meus experimentos com cupcakes (a receita também serve para um bolo grande, não precisa mudar nada) e achei uma, que após algumas adaptações, ficou ideal! 

Cupcake de Baunilha by Yuri Hayashi, on Flickr

Cupcake de Baunilha do Chá, Arte e Vida!

- Ingredientes:
3 ovos grandes
250 ml de leite
2/3 xícara de óleo
1 colher de chá de essência de baunilha
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha trigo
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Bata os ingredientes molhados no liquidificador e misture aos secos (misture à mão até que fique sem grumos). Leve ao forno pré-aquecido em 180°C por 20 minutos ou até que um palito inserido na massa saia limpo.

- Cobertura:
150gr de cream cheese
3/4 xícara de açúcar de confeiteiro
1/3 xícara de cacau em pó (se utilizar chocolate em pó, não esqueça de diminuir a quantidade de açúcar)
1 colher de sopa de essência de baunilha

Bata todos os ingredientes até que fiquem bem incorporados. Utilize um saco de confeiteiro para enfeitar os bolinhos.

29/10/2011

Histórias parecidas...

... com finais completamente diferentes.



Bittersweet com Ourobouros (arrepiante)...




... e Angus & Julia Stone com Babylon.

13/10/2011

Cupcake e Bolo de Fubá

Comecei a fazer uns testes com o fubá mimoso (fubá de milho com granulação bem fina e textura marcante) e dele saiu a receita de Cupcake e Bolo de Fubá. A diferença da massa de um para o outro é que no Cupcake vai uma xícara inteira de óleo e no Bolo, apenas meia xícara basta. Tirei como base algumas receitas na internet e busquei para o resultado uma massa fofa, levemente úmida.

Cupcake de Fubá

Cupcacke de Fubá do Chá, Arte e Vida!:

- Ingredientes:
1 xícara de leite
3 ovos
1 xícara de óleo (rasa)
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de fubá mimoso
2 xícaras de açúcar
1 colher de sopa cheia de fermento

Bata os ingredientes úmidos no liquidificador e depois misture (à mão) aos ingredientes secos, previamente peneirados e misturados. Divida a massa nas forminhas de cupcake completando 2/3 da sua altura. Leve ao forno pré-aquecido em 180°C por 15-20 minutos, até que um palito espetado na massa saia completamente limpo.

- Recheio/Cobertura:
Para o cupcake, fiz um recheio com goiabada diluída em água (o tanto necessário para chegar na consistência desejada) levada ao fogo baixo, e por cima, fiz um buttercream de coco, enfeitado com pedaços de coco ralado. Para o buttercream você vai precisar:

1 xícara de açúcar confeiteiro
1/2 xícara de manteiga
1/2 garrafa de leite de coco
3 colheres de sopa de creme de leite
1 pitada de sal

Bater o açúcar mais a manteiga até ficar cremoso e adicionar o restante, batendo, até ficar aerado. Utilizar um bico de confeiteiro ou espátula para enfeitar os bolinhos.

Para o Bolo, eu faço apenas uma cobertura com a goiabada diluída, espalhada pela superfície do bolo pronto e frio.


Os cupcakes vão, em especial, muito bem com uma xícara de chá verde cuja adstringência é contida pela goiabada, e a cremosidade da cobertura de coco complementa seu sabor vegetal.

Bon appetit!

10/10/2011

A chuva está chegando...

... e com elas os Gladíolos se abrem,

Gladiolus by Yuri Hayashi, on Flickr

e uma das macieiras estréia suas primeiras flores!

Macieira... by Yuri Hayashi, on Flickr


"(...) May the blessing of the rain be on you,
May it beat upon your Spirit
And wash it fair and clean,
And leave there a shining pool where the blue of Heaven shines,
And sometimes a star. (...)"

- Benção Escocesa

25/09/2011

Wagashi, a Confeitaria Japonesa

Existem alguns itens na cultura japonesa que me fascinam enormemente. Dentro delas vou citar hoje a simplicidade e beleza que eles encontram na natureza, mesclando-a em seu dia-a-dia de forma contemplativa, refletida em sua confeitaria, o Wagashi.

Como a maior parte da cozinha oriental, alguns dos ingredientes utilizados para os doces japoneses podem ser de estranheza à primeira vista, mas a adequação do paladar sem o medo de experimentar, abre muitas portas para estas pequenas preciosidades manuais.

Nhammy
Três tipos de flores acompanhando a primavera. Foto: Cláudio Brisighello

Um dos primeiros Wagashi na história do país japonês foi o Rakugan (ou Higashi), mistura de farinha de arroz e açúcar (este, sinceramente confesso, não é muito gostoso), que era utilizado em oferendas religiosas - era muito mais fácil e econômico você ofertar aos deuses ou às pessoas, um doce em formato de algo maior do que sua composição: muitos peixes e flores confeitados representavam o mesmo sentimento em situações como velórios, casamentos ou oferendas no butsudan (pequeno altar que as famílias japonesas tradicionais mantêm em seus lares - lembro bem a dos meus avós maternos onde sempre se encontravam maçãs e incenso além das fotos dos meus antepassados). Sua composição tão simples e de resultado rígido, com formato bem definido, era proveniente de fôrmas especiais (kashigata) utilizadas para esta finalidade. Hoje em dia, além deste método, outros tipos de doces são feitos utilizando massas maleáveis, sendo grande parte do trabalho esculpido à mão ou utilizando-se de carimbos especiais com desenhos em relevo, sem contar outras técnicas modernas que foram desenvolvidas através dos tempos.

Lembro a primeira vez que vi sobre este assunto, ainda pequena, em um canal de TV voltado à cultura japonesa, mas só retomei meu interesse sobre eles agora, adulta, e curiosa sobre esses pequenos doces que acompanham a cerimônia do chá japonês. Um aspecto muito importante que percebi desde cedo, é que o seu gosto importa tanto quanto a sua aparência e, a partir daí, verdadeiras obras de arte são produzidas em lojas especializadas no Japão. 

Wagashi, a Confeitaria Japonesa
Ninho de aves com recheio de Azuki do Chá, Arte e Vida!

Inspirada pela sazonalidade destes doces (seu formato acompanha a estação do ano) e depois de algumas pesquisas, iniciei meus testes na cozinha, utilizando muita farinha de arroz, pasta de feijão azuki e feijão branco:

Wagashi, a Confeitaria Japonesa
Massa de feijão branco e corantes naturais

É um doce tão delicado que praticamente me pedia para não utilizar corantes artificiais. Retirei o verde da clorofila, o amarelo da cenoura e o rosa da beterraba, simplesmente adicionando o resíduo de seu suco concentrado na massa. Claro que a adição de líquidos externos faz com que seja necessário cozinhar a massa um pouco mais para atingir o seu ponto ideal, mas me deixou muito feliz saber que é possível trabalhar este tipo de doce com cores 100% naturais.

A massa que utilizei, proveniente do feijão branco, ficou muito boa de se trabalhar, maleável e com uma textura bem macia. Os japoneses utilizam massas feitas com diversos tubérculos e grãos, aproveitando sua coloração natural e sabores diversos. Um verdadeiro experimento e aprendizado.

Wagashi, a Confeitaria Japonesa
Sakura bicolor do Chá, Arte e Vida!

As técnicas que empreguei na hora de dar forma aos doces foram as mesmas utilizadas em artesanatos em geral, sendo ajudada por espátulas e outros tipos de ferramentas. Os japoneses utilizam utensílios de madeira que os ajudam a dar todos os detalhes no doce além de reterem uma imensa experiência nesta prática.

Wagashi, a Confeitaria Japonesa
Manju também é um tipo de Wagashi

O Wagashi ainda não é tão conhecido por estes lados, mas saiba que tanto o manju quanto o moti da Liberdade (SP) são um tipo de Wagashi. É uma grande arte da confeitaria e vale a pena se perder por este mundo também. Por hora, apenas escrevi de forma geral sobre o assunto mas pretendo postar algumas receitas mais para frente. Até lá posso dizer que não tem melhor chá que um bom chá verde para acompanhar este tipo de doce. Sua combinação com as massas de vegetais é perfeita!

Se quiser saber mais sobre o assunto, leia este artigo da revista PingMag, em inglês: Japanese Cake Molds. E assista ao vídeo abaixo que mostra um pouco da arte e inspiração da confeitaria japonesa (e no final tem um pouco de... gramática, essa parte vocês podem pular!):


Escrevo mais do mesmo no futuro! Até lá!

16/09/2011

Vídeos de Confeitaria

Garimpando algumas coisas online (depois que nossa conexão via rádio melhorou consideravelmente nos últimos dois meses), achei alguns vídeos bem legais para compartilhar:

- Série de dois episódios, online no Vimeo, que mostra o chef Raymond Blanc em ação, mostrando algumas criações não só inspiracionais mas com técnicas possíveis:


- E ainda sugiro a quem puder, que procure o filme King's of Pastry. São 16 chefs de confeitaria tentando o "Meilleurs Ouvriers de France", título máximo desta área na França:


11/09/2011

Cookie de Aveia e Passas

Uma das coisas marcantes quando morei nos Estados Unidos foi a descoberta dos cookies. E este de Aveia e Passas foi quem abriu todas as portas deste mundo para esta que vos escreve. A receita foi apresentada por uma típica grandma americana, mais clássico que isso seria impossível. A modificação que fiz para que as passas ficassem mais saborosas foi mergulhá-las em cachaça Sassafraz antes de misturar à massa. Dá um toque deliciosamente perfumado ao resultado final.

Cookie de Aveia e Passas

Cookies de Aveia e Passas do Chá, Arte e Vida!

Em uma tigela misture:
- 2 xícaras de farinha
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
- 1 colher de chá de fermento
- 1 colher de chá de sal

Em outra tigela misture:
- 1 xícara de manteiga batida até ficar cremosa
- 1 xícara de açúcar
- 1 xícara de açúcar mascavo
- 2 ovos grandes
- 2 colheres de chá de essência de baunilha

Reserve:
- 3 xícaras de Aveia laminada
- 1 1/2 xícaras de uvas passas (se desejar, adicone uma dose de cachaça Sassafraz misturada com um pouco de água às passas e reserve 1 hora antes - quando for adicionar à massa, peneire antes para tirar o excesso de líquido)

Misture bem a tigela com os ingredientes úmidos na batedeira até que fique uma mistura cremosa e clara. Adicione os ingredientes secos somente até que fiquem incorporados (não bata demais ou o cookie ficará duro). Adicione a aveia e passas e misture na mão. Em assadeira antiaderente coloque uma colher de chá da massa e 3cm de espaçamento entre cada cookie. Leve ao forno pré-aquecido a 180°C por 12 minutos ou até que fiquem com as laterais douradas. Assim que retirar do forno os cookies estarão moles, aguarde um pouco e transfira os mesmos para um rack de cookies e deixe esfriar. Rende um montão mas a massa é congelável, olha que beleza (aqui em casa esse é um pré-requisito importante na hora de selecionar as receitas)!

Cookie de Aveia e Passas

Acompanha muito bem um chá preto ou um chá branco. E é ótimo para levar como lanche em caminhadas, é altamente energético!

31/08/2011

Chás e Infusões Celestial Seasonings

A empresa americana Celestial Seasonings ganha representante no Brasil através da importadora Aurora Bebidas e Alimentos. Confira o site brasileiro da marca de chás através do endereço: www.celestialtea.com.br e aproveite para participar do concurso cultural "Conecte-se a você e tenha um momento Celestial!".

Chás e infusões Celestial Seasonings

Em breve farei alguns reviews dos chás da Celestial, fiquem ligados!

*Artigo Patrocinado - Você leu um post patrocinado. Este aviso representa nosso comprometimento e transparência diante da sua opinião.

22/08/2011

Bolo de Cenoura Tradicional

Um dos meus bolos favoritos, é o Bolo de Cenoura brasileiro, que em nada lembra aquela secura do Carrot Cake americano (que vai bem com chá preto, diga-se de passagem). Muito ao contrário, a minha receita é molhadinha, com cobertura crocante e com direito à chocolate extra no interior. Depois de alguns testes, este é o melhor bolo de cenoura que eu já fiz com a receita adaptada da minha mãe e a cobertura adaptada da minha sogra (mãe sabe o que é bom, não é mesmo?). Espero que gostem:

Bolo de Cenoura...


Bolo de Cenoura do Chá, Arte e Vida!

- Ingredientes :
2 cenouras grandes + 1 média (300 gramas)
3 ovos
1 xícara de óleo vegetal
2 xícara de açúcar
2 xícaras de farinha
1 colher de sopa de fermento

- Preparo:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Bata no liquidificador as cenouras, ovos e óleo. O líquido final deve ser ligeiramente grosso.
Em vasilha separada misture a farinha, açúcar e o fermento. Adicione o líquido da cenoura e misture bem (à mão). Leve ao forno por 40 minutos, ou até que o bolo doure.


Bolo de Cenoura...

- Cobertura:
3 colheres de sopa de manteiga
9 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de chocolate em pó
3 colheres de sopa de leite

Misturar tudo até formar uma pasta. Com o bolo ainda quente, fazer pequenos cortes com a faca em sua superfície e jogar a cobertura por cima. Deixar o bolo esfriar dentro do forno ainda quente.

Na hora de servir, se for com uma infusão de Goji berries, melhor ainda! E se preferir Muffin de Cenoura, veja a receita aqui.

10/08/2011

Sakura em pensamentos...

Solidão
"Solidão"

Liberdade
"Liberdade"

Confusão
"Confusão"

Foco
"Foco"


"Não julgue cada dia pelo resultado da colheita, mas pelas sementes que você planta (Robert Louis Stevenson). Mude seus pensamentos e você muda seu mundo (Norman Vincent Peale)."



* Fotos tiradas na Festa da Cerejeira deste ano.

01/08/2011

Harmonização de chá e chocolate

Quando eu comecei a escrever este artigo sobre harmonização de chás e chocolates, nunca imaginei que demoraria tanto para concluí-lo devido à extensão e importância deste pequeno e fascinante mundo em particular. Chocolate é um clássico do mundo gourmet, e é tão popular que facilita muito a brincadeira de combinar sabores na hora de descobrir o que combina com o quê. Depois de muita pesquisa e laboratório aqui em casa, segue algumas dicas sobre o tema (e aguardarei ansiosamente as sugestões de harmonizações de vocês!).

Chá e Trufa de Chá Verde
 Chá verde com trufa de chá verde (matcha)

Assim como as harmonizações em geral, devemos combinar os itens encaixando-os em alguma das modalidades a seguir:

a) Chá e chocolate que tenham sabores complementares
b) Chá e chocolate que tenham sabores similares
c) Chá e chocolate que tenham sabores totalmente opostos

Chocolate
Trufas e chocolates para a harmonização com chás

A vantagem que vejo no casamento do chá e chocolate é que eles compartilham notas muito parecidas dentro do seu aspecto geral, onde podemos citar características florais e a adstringência de taninos. E o chá por ser uma bebida leve, também complementa perfeitamente a densidade de sabores e textura do chocolate. Alguns especialistas no assunto dizem que o chá harmoniza melhor com o chocolate que o café pois este possui um sabor muito forte e acaba "cancelando" sabores externos.

Abaixo explico e exemplifico melhor cada categoria:

a) Chá e chocolate que tenham sabores complementares
Nesta categoria, o chá e o chocolate têm de ter sabores diferentes, mas que consigam se completar. Um exemplo super fácil pela sua notoriedade é a combinação de chá preto e chocolate ao leite. É só lembrarmos que os ingleses tomam seu chá preto com a adição de leite e disso forma-se uma combinação consistente. Outra combinação bem aceita é a de chá verde estilo Genmaicha com chocolate branco - chocolate ao leite também é bem-vindo - pois a combinação do chá, que possui arroz tostado, com leite se assemelha àquelas barras de chocolate com flocos.

b) Chá e chocolate que tenham sabores similares
Neste caso tanto o chá quanto o chocolate devem possuir notas em comum, como um chá frutado e um chocolate também frutado. Um ótimo exemplo é um Earl Grey com um chocolate escuro que tenha notas cítricas ou um chocolate escuro com algum recheio cítrico (laranja, limão, etc.). Um Chá Verde de Jasmim ou um Tieguanyin casaria bem com um chocolate que possuísse alguma nota floral. Chás verdes ou até brancos que possuam notas amendoadas casariam bem com chocolates que também possuam notas do gênero ou até algumas nozes em sua composição.

Harmonização de chá e chocolate
Chá Earl Grey com Trufas de Gianduja

c) Chá e chocolate que tenham sabores totalmente opostos
Nesta categoria o chá e o chocolate têm de possuir sabores totalmente diferentes um do outro, sem similaridade ou complementação. Eles se relacionam pela sua oposição de sabores, que quebram uns aos outros de forma prazeirosa. Um bom exemplo é quando encontramos no meio de uma salada verde, pedaços de maçã - que apesar de não ter nenhum sabor em comum com as folhagens, casa com a acidez do vinagre ao mesmo tempo que adiciona textura e um adocicado à composição. Um exemplo de harmonização seria um chá Pu Erh (com sua personalidade terrosa) e um chocolate escuro com notas florais. É quase como passear pelo campo após a chuva e sentir os cheiros de terra e das flores pelo ar. Outra combinação até popular nos dias de hoje é o de especiarias e leite, o que transformaria a harmonização de um Masala Chai com um chocolate ao leite, perfeita - como sabemos, as especiarias são fortes e o leite além de "apagar o fogo" dos sabores intensos, reúne todos os sabores e dá corpo e profundidade à bebida.

Uma dica muito válida ao começar a harmonizar chás e chocolates é que as escolhas sejam as mais simples possíveis. Tente utilizar chás de folhas soltas e sabores únicos com chocolates de boa qualidade e também de sabores únicos. Se a escolha for por algum chá aromatizado, fique com um chocolate simples e vice-versa. É só lembrar que quanto mais sabores, mais complexo fica a harmonização. Escolhi para meus testes as trufas pois pude controlar seu conteúdo de forma simples. Fiz trufas de chá verde com cobertura de chocolate branco, trufas de gianduja e chocolate amargo com cobertura ao leite, trufas de menta com chocolate amargo e trufas do chá Rooibos com chocolate ao leite. As trufas aromatizadas com chás casaram muito bem com seus respectivos chás e a trufa de menta combina com praticamente a maioria dos chás puros. A trufa de gianduja (ou gianduia), trocou tímidas notas cítricas com o Earl Grey por conta do seu chocolate amargo. E devo salientar o quão fantástico ficou a trufa de Rooibos, ainda mais em combinação com seu próprio chá (uma mistura de perfumes e tabaco). Mas acima de todos, o meu favorito ainda foi a trufa de Matcha com um chá verde de boa qualidade. Você morde a trufa que derrete na boca imediatamente, dá um gole no chá que corta o açúcar e ainda ganha aquela textura cremosa, extremamente maravilhosa. Super recomendado!

Trufa e bombom de gianduja
Trufa de Giaduja e Bombom trufado de Gianduja

Chá Branco e Trufa de Menta
Chá Branco gelado e chocolate de menta

Chá e Trufa de Rooibos
Chá e trufa de Rooibos


Como última dica, deixo abaixo o vídeo do Samovar Tea Lounge, Califórnia, Estados Unidos, onde um chocolatier e um degustador de chás mostram ao público da loja como harmonizar chás e chocolates:



Espero que tenham gostado deste artigo, confesso que não foi nenhum sacrifício comer tantas trufas acompanhadas de chás (e, agora confesso, nem sou tão fã de chocolate mas depois desta incrível experiência, repensarei sobre o caso!).

17/07/2011

De volta aos boulders!

"Junta e pow"

Tinha esquecido como fazer boulder deixa a gente quebrado no dia seguinte...

Na foto do Cláudio, Paulinha no "Junta e Pow". Pedra lindona, não? E, aproveitando para incentivar a mulherada que tem interesse em escalar, saiu a matéria "As meninas da pedra!". Boa leitura!

03/07/2011

474 Dias - Plantando a Camellia sinensis 7

Puxa, faz um tempinho que não mando notícias das minhas Camellias. Da última vez, plantei algumas mudas já no chão, de teste, pois o tempo estava ótimo e elas estavam indo muito bem no berçário. Abaixo vocês verão como uma das mudas gostou de ser plantada direto na terra.


Apesar do tempo seco que tem feito neste inverno, ela está com aproximadamente meio metro. As outras mudas que plantei estão um pouco menores que esta, mas todas indo bem, com a atenção redobrada na rega. Algumas formigas também já experimentaram a planta mas ela segue firme e forte. Se tudo der certo, logo poderei começar os meus experimentos com as folhas da Camellia sinensis. Até lá mando notícias!

21/06/2011

Soda Italiana de Physalis - Receita caseira

A Soda Italiana nada mais é que uma bebida feita com xarope como o de Groselha, coisa lá da nossa infância. Popularizada por descendentes de italianos moradores de São Francisco, Estados Unidos, ela tem aparecido cada vez mais por aí, e fazer uma receita desse xarope é facílimo, como veremos a seguir. O ponto alto desta Soda, para mim, é que além de ser totalmente natural - é puramente fruta e açúcar -, é deliciosa com água com gás geladinha (você também pode utilizá-la em drinks) e ainda podemos usá-la em uma infinidade de outras coisas como molhos para salada.

Physalis
Physalis na panela antes do Xarope

Xarope (Syrup) de Physalis para Soda Italiana do Chá Arte e Vida!
- 200 gramas de Physalis cortadas ao meio
- 2 xícaras de água
- 2 xícaras de açúcar

Cozinhar tudo em uma panela sobre fogo baixo até atingir a consistência de xarope. Peneirar em peneira bem fina e guardar o Xarope em recipiente esterilizado na geladeira.
Rendimento aproximado: 250ml de Xarope


Soda italiana de Physalis

Acima vocês podem ver o resultado. Gosto da minha Soda bem aguada, só com um cheirinho da fruta. Fica tão refrescante!

16/06/2011

Cozinhar é uma arte, literalmente

Encontrei dois vídeos muito bonitos e bem feitos mostrando o preparo de duas receitas, Bolo de Beterraba e os lindos Macarons franceses. Eles também têm em comum o estilo meio surreal de mostrar os pequenos detalhes do processo todo. Espero que gostem:


13/06/2011

43a. Festa da Cerejeira em Flor de Campos do Jordão

Está chegando a Festa da Cerejeira em Flor e estou bem animada! Além de rever as apresentações tradicionais da cultura japonesa, vou tentar, novamente, comprar e plantar uma muda de cerejeira. A do ano passado não resistiu e, misteriosamente, definhou vagarosamente, me deixando bem triste. 


Se você é como nós e não gosta de muvuca, sugiro chegar cedo para apreciar o bosque de cerejeiras e sair antes do almoço. 

Aproveitando, lançaram um site bem interessante sobre as festas das cerejeiras pelo Brasil afora: http://www.festadacerejeira.com.br.

07/06/2011

Cerveja em casa

Após algumas horas com a barriga colada no fogão,  olhem o que sobrou:

Malte
Malte após a mostura

Pois é, finalmente fizemos uma cerveja... se ela der certo, daqui um mês volto para contar como ficou!

05/06/2011

Cookie de Pasta de Amendoim

Melhor que a pasta de amendoim, só o cookie feito dele. Se você fizer fininho ele fica crocante, se fizer mais alto, por dentro, é altamente mastigável. Usei chocolate picadinho por cima, mas sem exageros pois o astro ainda é o amendoim!

Peanut butter cookie


Cookie de Pasta de Amendoim Chá, Arte e Vida!

- Ingredientes:
200 gr de manteiga
1 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de açúcar
1 xícara de pasta de amendoim
2 ovos
2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de baunilha

- Preparo:
Misture a manteiga, açúcar e a pasta de amendoim. Adicione os ovos, farinha, bicarbonato e baunilha. Enrole a massa em pequenas bolas de tamanho médio de 2cm de diâmetro, ou você pode abrir a massa em superfície enfarinhada e usar cortadores de cookie. Deixe 3cm de distância entre cada cookie em uma assadeira antiaderente. Asse em forno pré-aquecido de 180C por aproximadamente 10 minutos ou até que fiquem levemente dourados.

Peanut butter cookie

Estes cookies vão muito bem com um belo chá preto, bem forte. E cuidado pois ele é simplesmente viciante, vai um cookie atrás do outro!

30/05/2011

Depois do Nespresso, o TPresso

Pois é. No começo deste ano foi anunciado que o criador do sistema de café em cápsulas da Nespresso, iria lançar no mercado o TPresso, que segue a mesma fórmula do sistema só que para chás. E já vi outra máquina do gênero, que faz café mesmo, a Tassimo, que  também faz chá. A questão agora é, o que pensar de tudo isso?

TPresso (Fonte: Divulgação)

Nunca fui fã desses sistemas de cápsula pois além de você ficar preso à uma marca, ficar limitado às opções de sabores que esta marca lhe dá, veja a quantidade de lixo desnecessário que é produzido (um monte de gente tentando diminuir as embalagens e saquinhos de mercado e eles lançando cápsulas individuais a rodo!) e o roubo que o café se tornou: um café em cápsula custa, em média, 20 vezes mais caro que um coado. Claro que se você gosta de espresso o valor fica elas por elas - mas então sobra a dúvida, aquele cafezinho feito de modo correto em uma máquina de pressão, não é mais gostoso?

Existem milhares de maneiras de se fazer a mesma coisa, incluso uma boa xícara de chá. O preparo do chá  para mim, é um verdadeiro ritual, uma arte que faz parte do seu processo. Essencial é compreender o tempo que cada alimento pede para ser preparado. Desde pratos, sobremesas e até bebidas. Cabe a nós respeitá-los. Hoje em dia as pessoas acham que é mais fácil comprar coisas prontas e cômodas ao invés de arranjar mais tempo para se viver com qualidade. 

Aqui em casa alternamos o café coado com o café espresso feito em uma Chef Crema, que é muito prática e não leva mais que 3 minutinhos para deixar um ótimo café pronto.

29/05/2011

Voltando a escalar...

Após mais de um ano sem fazer atividades físicas (tirando enxadar, cavar, etc.) finalmente estou voltando à prática da escalada, atividade e filosofia fundamental na minha vida. Quando resolvemos mudar para o campo, tive de sacrificar muitas coisas pois um bem maior tomou conta dos meus dias. Acompanhar construção, botar a mão na massa, organizar uma mudança, tudo isso ocupa 100% do tempo e da mente. Como escalar também requer uma certa dedicação, voltamos só agora, eu e meu marido, com muito mais vontade!

Para podermos treinar e também aproveitar os dias chuvosos, construímos um murinho de escalada aqui no ranchinho. Deu um trabalhão, nosso amigo Gabriel deu uma força totalmente fundamental para isso acontecer, e finalmente ele saiu do projeto:

My woody

Eu fiz as pinturas e o forro do teto, além de carregar e segurar muita madeira.

Arte no murinho de escalada

E por conta disto, agora também teremos posts sobre escalada rolando por aqui. Gostaria de compartilhar alguns desses meus bons momentos com vocês (lembrando que qualquer coisa é só clicar nos Marcadores ao lado para acessar somente o assunto desejado).

Mais um ciclo se inicia, boa escalada à todos!

27/05/2011

3.2

Yuri em Yosemite

Mais um ano se foi em minha vida e agradeço muito aos que, de alguma forma, me mandaram bons pensamentos. Estou tão ocupadamente feliz que em breve mando mais novidades! Até já!

15/05/2011

Fidel e Cohiba

Tem tanta coisa acontecendo mas ainda estou meio devagar por aqui, no melhor ritmo da roça.

Uma coisa que eu devia para muitas pessoas são mais fotos dos nossos filhos caninos que crescem assustadoramente a cada semana e nos surpreendem a cada momento. Nunca tive cachorro antes, meus pais nunca permitiram mesmo morando em casa. Hoje, entendo perfeitamente quando minha mãe dizia que eles precisavam de espaço e mato. Como eles são felizes aqui no nosso ranchinho! Não consigo nem imaginar um bicho desses morando em "apertamentos" da vida. E esse contato com a natureza é tão essencial, até para o bicho gente...

---

Fidel

Antes: Pequeno e dorminhoco (1 mês)

Fidel...
Depois: Grande e dorminhoco (3 meses)

Quando o Cohiba chegou, só felicidade (Fidel 2 meses, Cohiba com menos de 1 mês)

Fidel virou um cachorrão (4 meses), mas ainda gosta de um colo!

---

Cohiba

Cohiba é o senhor das poses, aqui, com 1 mês (Foto da minha amiga Dé!)

Dormir era com ele mesmo! (2 meses)

Não sei explicar a posição, mas ele adora fazer isso (2 meses)

Essa foi uma pose que eu não poderia deixar passar em  branco! (2 meses)

"Esse tal de crash pad é bom mesmo, hein?" (3 meses)

---

Convivência

Desde o primeiro dia, eles se amam. Brincam o dia todo!

 Dormem sempre juntinhos!

E tomam banho no mesmo dia, hehehe...

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.