Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

08/12/2010

Vídeo: "Tea Board of India"

Assista abaixo este belo vídeo, idealizado pela Tea Board of India (instituição governamental que controla a produção de chás do país) e produzido pela Holistic Films, que mostra um pouco da cultura do chá na Índia, as suas belas montanhas (ainda mais belas se você escala como eu!) e seu povo.

04/12/2010

Conhecendo melhor os chás: Chá Branco

Considero o Chá Branco um dos chás mais delicados e especiais que existem. Sua especialidade é traduzida pela parte da planta com a qual o chá é feito, e pelo processo de produção que a Camellia sinensis passa - apesar de ser simples, possui muita doação do Mestre de Chás, que, ao fazê-lo tenta driblar as intempéries do tempo. Vamos conhecer um pouco mais deste chá que há poucos anos atrás era totalmente desconhecido no Ocidente, e que hoje pode ser encontrado em praticamente todo o nosso país.

Plantação de chás, no meio o broto em evidência. Foto: Wikipedia

Origem
O Chá Branco surgiu na China e foi um dos primeiros chás a ser produzido, assim como o chá verde seco ao sol (Há toda uma discussão a respeito de quando um ou outro chá surgiu, e por isso deixarei o mérito da questão para uma próxima oportunidade). Seu terroir é a província de Fujian, em três lugares distintos, Funding, Jianyang e Zhenghe. A importância do lugar no cultivo do chá é a garantia do seu sabor, estilo e tradição, aspecto muito semelhante ao dos vinhos. O Chá Branco desenvolvido em Fujian descende de árvores nativas dessas localidades ( 95% da variedade Da Hao) e somente esses cultivares, derivados da Camellia sinensis var. sinensis, são capazes de, após o seu processamento, revelar a delicada penugem branca que dá o nome ao chá.

Colheita
Originalmente, o Chá Branco era produzido somente com os brotos da planta do chá, sem nenhuma folha, colhidos durante duas semanas no início da Primavera - quando o tempo é favorável e os brotos ainda não se transformaram em folhas adultas.

Processo
Após a colheita, o Chá Branco é seco à sombra durante alguns dias, até semanas, garantindo-lhe a sua característica coloração branca/prateada e a leve oxidação que os Chás Brancos possuem. Apesar de parecer uma operação simples, o Mestre de Chás ou o produtor, tem de ficar atento ao andamento da secagem pois as chuvas e humidade influenciam no resultado final. As folhas ainda podem ganhar formato em um processo manual, antes de serem embaladas.

Características de sabor e coloração
O Chá Branco possui, geralmente, um sabor muito sutil e adocicado, com notas florais, bem delicado, lembrando muitas vezes frutas como melão e pêssego, sem adstringência. A cor final do seu liquor muda para cada tipo de Chá Branco (pode variar de uma coloração clara até a tonalidade de malte).

Tipos de Chá Branco
A popularização do Chá Branco também deve-se ao novo estilo de preparo do mesmo, inovação trazida pelas gerações de produtores de chás. O que antes era um chá que possuía somente os brotos da Camellia sinensis, agora tem adicionado suas primeiras (e até segundas) folhas da planta. Assim, podemos dividir o Chá Branco em dois tipos, o Tradicional e o Moderno.

Chá Branco - Silver needle by Yuri Hayashi, on Flickr
Chá Branco Tradicional: Silver Needle (o Branco mais tradicional, somente os brotos da planta)

- Chá Branco Tradicional
No modo tradicional o chá é preparado somente com os brotos da Camellia sinensis, sem nenhuma folha, colhidos e selecionados no período da Primavera. O resultado é o chá Bai Hao Yin Zhen, ou, em inglês, o nosso conhecido Silver Needle (Agulha Prateada), que possui um alto preço no mercado, justificado pela pureza do material selecionado. 
 
- Chá Branco Moderno
No método moderno é feita uma mistura de brotos com folhas e até mesmo somente o uso das folhas, sem os brotos, vindos da mesma variedade de planta do Silver Needle. Ele passa por praticamente os mesmos processos do Chá Branco Tradicional adicionado de um último, onde as folhas são “assadas”. O resultado é um chá com mais corpo, em cor e sabor, ainda com alguma delicadeza do estilo Tradicional e sua própria personalidade.


Chá Branco - Bai mudan by Yuri Hayashi, on Flickr
Chá BrancoModerno: Bai Mudan (a mistura de brotos e folhas é bem evidente)


Alguns exemplos do estilo Moderno é o famoso Bai Mudan/ Pai Mu Tan (White Peony ou Peônia Branca), Gong Mei (Tribute Eyebrow ou Sobrancelha de Tributo) e o Shou Mei (Long Life Eyebrow ou Sobrancelha da Vida Longa). O chá estilo Bai Mudan é feito com o broto da planta adicionado da sua primeira folha. Já o Gong Mei e Shou Mei são feitos somente com as folhas das plantas, e o termo Sobrancelha faz referência ao seu formato após o processamento.

Chá Branco - Shou mei by Yuri Hayashi, on Flickr
Chá Branco Moderno: Shou Mei (reparem como as folhas possuem a penugem caracterísitca do chá)

Produção de Chá Branco pelo Mundo
Com os tempos modernos, a fabricação do Chá Branco não pertence mais exclusivamente à Província de Fujian, na China. Outros lugares, na própria China, assim como a Índia e o Sul da Ásia estão fabricando suas próprias variedades que já podem ser encontradas no mercado. A mudança de terroir influencia no sabor final do chá, mesmo ele sendo remetido ao processo de fabricação no método original.

Gosto muito do Silver Needle e do processo Tradicional, confesso que possuía até um certo receio com os chás feitos no estilo Moderno, mas hoje percebo que existe espaço para eles já que trazem uma popularização do Chá Branco no mercado, assim como um novo sabor a ser experimentado.

Depois de tantas explicações, só resta degustarmos todos os tipos de Chá Branco para descobrirmos os nossos favoritos (e não esqueça de vir me contar depois)!

27/11/2010

Novos rebentos da nossa horta

Nos últimos tempos, temos colhido bastante coisa da nossa horta. É muito gratificante plantar, ver a muda crescer, e saber que seu resultado vai ser muito bem-vindo em nosso próprio corpo. Não tem nada mais saboroso do que colher e comer na hora, aprendi isso depois de vir para o campo.

As últimas semanas têm sido de sol forte e chuva intensa, clima típico de verão. Neste momento estamos na entressafra de muitas coisas que plantamos e já comemos, mas eu e meu marido registramos algumas fotos e só faltou publicar aqui para vocês. Vamos ver agora?


Os tomates já se foram e estavam deliciosamente doces (eram tomates italianos). Com a chuva de agora eles estão sofrendo um pouco por causa de doenças como a pinta preta e a requeima. Estes fungos se espalham através do vento e chuva, e isso é o que não falta por aqui!

Physalis...

A foto mostra a primeira Physalis da temporada. A planta está carregada, é a coisa mais linda, parece um monte de sininhos. Seu sabor me lembra a nêspera com um frescor e perfume suave (Ah sim, a fruta está escondida dentro dessa casca que lembra papel, é uma bolinha dourada, na foto dá para ver a sua sombra). O engraçado é encontrar uma bandejinha com meia dúzia delas no mercado por R$10, e eu ter comprado a muda, já produzindo, por R$1.

Brócolis...

Esse brócolis estava muito bom, com um sabor muito vivo e as folhas, macias. Ele sofreu um pouco com os pulgões-verde (e um transplante de lugar) mas agora está de volta, frequentando nossos Missôs em dias de frio!

Beringela

Também transplantamos as beringelas para outro lugar e elas estão indo muito bem. Colhemos uma ontem mas ainda não a experimentamos.

Horta

Esta era nossa antiga estufinha (na frente vocês podem ver as alfaces lisas e as rúculas). Produzimos tanta coisa, e não conseguíamos comer a tempo, que resolvemos adaptá-la ao nosso tamanho, para 2 pessoas. Assim que tiver uma foto nova, mostro para vocês.

Sei que quem mora em cidade grande tem maiores dificuldades para plantar qualquer tipo de coisa, mas um vaso com temperinhos já ajuda bastante e é fácil de se manter. Plantando 5 mudas de salsinha, daqui uns meses você as terá de sobra em sua cozinha (claro, não vale fazer um vinagrete todo dia!).

Para ajudar na inspiração de quem tem vontade de plantar em casa, assista abaixo este vídeo sobre um movimento que acontece em Nova Iorque, pessoas estão plantando em seus quintais e lajes:

 

25/11/2010

Curta: "The Taste of Tea" (O Sabor do Chá)

The Taste of Tea é um interessante curta, escrito e dirigido por Alfonso Chin X, onde o chá é usado como base para contar uma ausente relação entre mãe e filho. A história é passada na China dos anos 50, e a língua utilizada no filme é o inglês:


- Elenco:
Patrick Gallagher (Night at the Museum)
Laara Ong (Double Happiness)
Jennifer Cheung
Ed Fong

22/11/2010

Seu Luiz


O meu sogro é um admirável senhor de 74 anos de idade, que no mês passado inaugurou o seu blog. Seu Luiz, que regularmente acessa internet, descobriu no blog uma boa ferramenta para registrar não somente algumas de suas memórias de vida, mas também muitas das suas receitas e dicas. Ele adora cozinhar e sempre faz pratos muito práticos e gostosos. Fica a dica para quem cozinha todo dia ou quer aprender a cozinhar (ele explica direitinho, passo a passo):

Blog Luiz Brisighello:
http://brisighello.wordpress.com/

21/11/2010

Chá e Charuto

Já haviam me perguntado sobre uma possível harmonização entre chás e charutos e, mesmo sabendo desta prática, nunca havia tentado. Como também gosto de um charutinho nas horas vagas, não poderia deixar passar esta oportunidade: Pegamos nosso último Dona Flor e fizemos uma harmonização com o Formosa Fancy Oolong Ming Xiang da A Loja do Chá - Tee Gschwendner.

The marriage between tea and cigar by Claudio Brisighello, on Flickr

A escolha do chá foi previamente pensada pois era necessário um gosto específico para contrabalancear o forte e marcante sabor do charuto. O Formosa Fancy Oolong, além de ser um excelente chá, possui um tom madeirado e delicadas notas de frutas.  

Nesta primeira degustação com charuto, pude perceber que o chá "amaciou" o seu sabor, diluindo melhor suas nuâncias, sem tirar sua personalidade. Por outro lado senti que o chá ficou levemente mais adstringente, deixando a boca mais seca ao final da sessão.

De tudo, foi uma experiência bem prazeirosa, transformando-se em um verdadeiro ritual entre o charuto e os pequenos goles de oolong. E para quem se interessou no assunto, aproveito para deixar uma dica de blog (em inglês), que além de trazer mais informações sobre charutos e chás, mostra muitos utensílios tradicionais chineses, o The Mandarin's Tea. Também prometo postar mais do mesmo, quando tiver outra oportunidade.

19/11/2010

Geléia de Amora e Morango

Ahá! Voltei com a receita definitiva da minha geléia. Como promessa é dívida, vim revelar o ingrediente inusitado que utilizei na minha receita.

Geléia de Amora e Morango

Sempre preferi geléias sem muito açúcar e com o gosto da fruta em evidência, e por isso comecei toda a minha pesquisa da receita ideal. A maioria das geléias utiliza algum tipo de espessante, como a pectina, que é extraída na forma natural, mais comumente, através da casca da maçã, ou é vendido pronta, às vezes com açúcar, para este fim. Como adicionar pectina através da  maçã interferiria no gosto da fruta principal e utilizar a pectina industrializada está fora de cogitação, busquei outra alternativa. E eis que cheguei no kanten. Para quem não conhece, kanten ou agar-agar é uma alga japonesa gelificante, usada amplamente na "Terra do Sol Nascente". O melhor de tudo, é 100% natural, e foi a melhor escolha para a minha receita como vocês podem ver nas fotos.

A vantagem de utilizar o kanten para fazer a geléia é que você cozinha menos as frutas e elas se se apresentam visualmente em seu aspecto original, assim como no sabor, já que utilizo metade do açúcar de uma receita tradicional.

Geléia de Amora e Morango

Geléia de Frutas do Chá, Arte e Vida!

- Escolha a fruta com a qual deseja fazer a geléia, adicione metade do seu peso em açúcar e ferva durante 10 minutos (Se a fruta não possuir água própria, adicionar o suficiente para a fervura). Adicione o kanten (a proporção é de 1/2 colher de chá para cada 400gr de fruta, incluindo a água) e ferva por mais 1-2 minutos. Condicione em potes esterilizados (ferva os potes por 10 minutos e as tampas por 5 minutos, no mínimo).
Dica: Se você puder deixar a fruta de molho com o açúcar antes do seu preparo, isto ajuda a fazê-la soltar seus líquidos tão desejados.

17/11/2010

Pequenas adversidades

Chuva chegando?

Aqui já é praticamente verão. E de presente ganhamos um bom resfriado que me tirou do ar por quase duas semanas e, para ajudar, a minha internet anda com problemas (quem mora em área rural sabe o que é uma conexão via rádio, deuses...). Ou seja, é por isso que sumi um pouco daqui. Mas como ainda posso ler nos momentos de quietude, acabei achando mais informações e atualizei o meu artigo sobre a planta Camellia sinensis. A gente vive aprendendo coisas novas a todo o momento e por isso resolvi dar um upgrade no texto que havia escrito. E vai ser sempre assim, quando tiver novidades repasso à vocês. Espero logo conseguir postar mais novidades desta terra chuvosa!

09/11/2010

Mudança de email

Pessoal,

estou desativando o email do chaepoesia que estava divulgado no meu antigo blog para tentar diminuir os spams que recebo (vocês sabem, isso é um verdadeiro inferno).

Para me enviar emails a partir de agora, utilizem o link com meu nome na coluna na direita. Brigadão!

Yuri

Site e programa web: Coma-me se Puderes

Minha querida amiga Carol, que voltou do Japão há pouco tempo, chegou com tudo para matar as saudades da comida do nosso país. E não foi só isso, a idéia de visitar restaurarntes e bares, registrando seus pratos principais, virou um blog e do blog foi pro vídeo! Ficou um programa bem divertido e despretensioso,  que deixo de dica para quem também tem um "coração de gordinha":


Coma-me se Puderes com Carol Otsuka:
Blog: http://comamesepuderes.tumblr.com/
Vídeos online: Canal Coma-me na NauWeb.TV

03/11/2010

Bodas de Trigo

Hoje é meu aniversário de casamento!  E vim deixar uma pequena homenagem ao meu amor, através do maravilhoso poeta chileno, Pablo Neruda, e um dos seus  Sonetos de Amor:

Bodas de Trigo!

Soneto LXXXI

Já és minha. Repousa teu sonho em meu sonho.
Amor, dor, trabalhos, devem repousar agora.
A noite percorre sob suas rodas invisíveis
e junto a mim és pura como o âmbar adormecido.

Nenhuma mais, meu amor, dormirá com meus sonhos.
Irás, iremos juntos através das águas do tempo.
Nenhuma viajará através das sombras comigo,
somente você, sempre-viva, sempre sol, sempre lua.

Tuas mãos já abriram seus delicados punhos
e deixaram cair suaves sinais sem rumo,
seus olhos se fecharam como duas asas cinzentas,

enquanto eu sigo a água que segue e me leva:
a noite, o mundo, o vento enovelam seu destino,
e já não sou sem ti senão somente teu sonho.


- Pablo Neruda (tradução livre pelo Chá, Arte e Vida!)

A versão original é em espanhol e existe uma versão em inglês (vinda da trilha sonora do filme Il Postino), que traz os atores Andy Garcia e Julia Roberts fazendo a leitura deste poema. A trilha também inclui outros atores lendo as obras do poeta.

A versão original:


¡Viva el Amor!

02/11/2010

205 Dias - Plantando a Camellia sinensis 5

Passou um bom tempo desde a última atualização sobre as minhas Camellia sinensis e acho que vai ser algo assim a partir de agora. Isto,  simplesmente porque o ritmo de crescimento no momento é um pouco estável, com a planta somente ganhando mais folhas e altura. Transferi as mudas para vasos maiores e elas também ganharam adubo. A mudança mais significativa por hora, é que o caule, outrora verde, se tornou um verdadeiro tronquinho, com coloração marrom e tudo mais!

Para facilitar a visualização dos estágios de crescimento das minhas plantas, adicionei um menu na lateral direita. Enjoy!

26/10/2010

Degustação: Wilkin & Sons Earl Grey

Faz um certo tempo que não posto uma degustação de chá por aqui, então resolvi reavivar este Earl Grey da marca Wilkin & Sons encontrado no Rio de Janeiro, na rede de mercados Zona Sul, e que estava perdido no meio da minha mudança.

Haviam alguns blends disponíveis, todos com chá preto, mas escolhemos o Earl Grey pois, como já mencionado, é um dos nossos favoritos!

A sua embalagem é bem sóbria, utilizando cor prata sob preto em seu design. O chá é vendido em sachês de material plástico, proporcionando transparência e possibilitando a visualização das folhas em seu conteúdo (vejam na foto).

Degustação: Wilkin & Sons Earl Grey

Apesar de ser um sachê, suas folhas não estão totalmente maceradas como os chás de baixa qualidade costumam se apresentar no caso deste tipo de embalagem, o que é um bom sinal. O chá preto em si é bem suave, seu perfume vindo da bergamota é presente, mas não tem alteração substancial no sabor do chá preto. Resta então, um bom chá preto, não exatamente um bom Earl Grey.

19/10/2010

Muffin de Cenoura

Muffin de Cenoura...

Já não consigo mais lembrar onde foi que eu vi este Muffin pela primeira vez. O que eu sei é que quando vi, achei a idéia sensacional. Sou fã de Bolo de Cenoura confessa e não poderia deixar esse bolinho passar batido. A receita é a tradicional mesmo, de liquidificador, mas adaptei ao meu modo, e coloquei menos açúcar já que adicionei pedaços de chocolate amargo - numa próxima, investirei no chocolate ao leite. Vai casar melhor com o sabor do bolo original.

Muffin de Cenoura...

Vou deixar a receita que adaptei, originalmente da minha mãe, para aqueles que quiserem tentar:

Muffin de Cenoura Chá Arte e Vida!

- Ingredientes :
2 a 3 cenouras pequenas (300 gramas)
3 ovos
1 1/2 xícara de açúcar
2/3 xícara de óleo (milho ou soja)
2 xícaras de farinha
1 colher de sopa de fermento
200 gramas de chocolate ao leite picado ou em gotas

- Preparo:
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Bata no liquidificador as cenouras, ovos, açúcar e por último o óleo. O líquido final deve ser ligeiramente grosso.
Em vasilha separada misture a farinha e o fermento. Adicione a massa da cenoura e misture bem (à mão). Por último adicione as gotas de chocolate.
Divida a massa em forminhas e leve ao forno por 30 minutos, ou até que os muffins estejam dourados.

Um muffin é sempre desculpa para um chá. Experimente este Muffin de Cenoura com chá preto e delicie-se!

14/10/2010

Eventos, dicas e algo mais

Precisando de algumas coisas para nossa cozinha, enquanto na capital paulista, demos um pulo na Rua Paula Souza e eis a melhor aquisição de todos os tempos: um tapete de silicone nacional para assar cookies e otras cositas más. As confeiteiras de plantão sabem o assalto que é o Silpat (mais de R$100), importado, e eu pulei de alegria ao encontrar a versão da Lume Inox por R$15 (várias lojas na região trabalham com a marca, é fácil de achar). Outra dica para quem gosta de pechinchas é a loja da Metapunto, na esquina com a Cantareira, que além de bebidas importadas, trabalha com chás importados a preços muito convidativos. São as marcas que estão pelo mercado mas com alguns reais a menos. Quem não conhece a região, dê uma checada no Google Maps e, ao visitarem, aproveitem para fazer um lanchinho no Mercado Municipal.

Se você, por algum motivo, passar pela China no mês que vem, não deixe de visitar a China Xiamen International Tea Fair. Esta feira tende a se tornar o maior evento da indústria internacional de chás, onde muitos expositores trazem suas mercadorias relacionadas ao tema. Um verdadeiro sonho para quem gosta de chás visto que a China é o berço de toda esta tradição. Mas se você fica por São Paulo, aproveite para conhecer o Sotanki 2010 - Cerimonia do Chá, realizado pelo Centro de Chado Urasenke do Brasil:

"Sotanki 2010 - Cerimônia do Chá - Gratuita

Sotanki é a Cerimônia para comemorar o falecimento do Sotan, neto de Sen Rikkyu.

Dia 04 de dezembro de 2010 (Sábado) das 11h às 16h será apresentação gratuita da Cerimônia de Chá na Casa de Cultura Japonesa na Universidade de São Paulo. Esta é mais simples e gratuita.

Dia 28 de novembro de 2010 (Domingo) das 11h as 16h tivemos apresentação da Cerimônia de Chá com Almoço na Liberdade, R$ 80, Vagas Limitadas. Maiores informações e convites 5571-3117.

O valor inclui almoço (Kaiseki), chá forte e chá fraco."

Falando em coisas japonesas, outro dia estava à procura de um matcha na Liberdade e percebi que vale a pena entrar em todos os mercadinhos do bairro, pois cada um tem um fornecedor diferente e assim os produtos diferem de lugar pra lugar. Os preços também variam e achei um pote grande de chá branco Bai Mu Dan por apenas R$10. Uma super oferta visto que o chá branco é um dos mais caros - já digo que a qualidade não é de ponta mas o custo x benefício foi realmente um achado - ele se torna um  bom chá para o dia-a-dia! Agora você já sabe, nada de só entrar no Marukai e Bueno, aproveitem as mercearias tradicionais com suas verduras nas portas! (E se alguém tiver uma dica de onde se encontra um matcha na megalópole eu agradeço. Faz meses que não encontro mais o danado nas lojas).

08/10/2010

Primavera, amoras e formigas. Não necessariamente nesta ordem...

A Primavera trouxe um belo presente por aqui, que andava uma secura só. Após semanas de poeirão por todos os lados, a chuva veio e parecia que não iria embora tão cedo! Foi uma semana inteira assim, mas hoje o céu se abriu em um lindo azul.

Ao redor de casa tudo está nascendo, os passarinhos estão montando seus ninhos e as formigas também! Ah, as formigas... falando nelas, tivemos duas baixas, uma roseira e a romã. As cortadeiras não perdoaram, carecaram tudo. Mas tenho certeza que logo elas estarão cheias de folhas novamente. O que fiz preventivamente foi fazer uma espécie de barreira com borra de café (como se fosse um forte mesmo, cercando a planta toda). Descobrimos que desta forma, espantamos um pouco as ditas cujas. Mas não é solução definitiva e é bom ficar de olho pois com o tempo, rega, etc. a borra vai desmanchando e é preciso refazer a cerca (e esta novela ainda não acabou, aguardem novidades mais para frente).

O sol forte que fez antes da chuva, ativou a amoreira que herdamos no terreno, e esta se revelou farta, restando a mim começar a saga pela receita perfeita da geléia de amoras.

Geléia de Amora 1

A saga se resumiu em duas tentativas na verdade. Nas fotos vocês podem ver a receita original e antigona que a maioria das avós fazem. Um monte de açúcar e a fruta, simples assim. A minha outra tentativa não fotografada ainda vem depois, em outro post. O que posso dizer das duas é que fruta direto do pé é outra coisa... o sabor fica maravilhoso. Espero que as fotos façam jus!

Geléia de Amora 2

Geléia de amora vai bem com chá preto, e tenho dito!

25/09/2010

Vida Simples...

Pronto! Estou de volta. Ou quase... mas finalmente consegui um tempo, organizei meus pensamentos e cá estou novamente. 

joaninha

As férias, na verdade, serviram para eu terminar a minha mudança definitiva da cidade para o campo. Abandonei meus dias de babilônia, e uma promessa de vida simples e tranquila começa. São muitas as novidades, os aprendizados, as descobertas e, enquanto termino os detalhes da  minha casa, vou tentar mantê-los atualizados.

Plantamos horrores nas últimas semanas e preciso atualizar como andam as minhas mudinhas, eu sei... logo arranjo tempo para tirar fotos. Ainda está tudo meio embolado no meio de campo mas indo muito bem. É só que realmente temos muita coisa para fazer neste pedacinho de terra e mal consigo sentar na frente do computador (o que eu, sinceramente, estou achando o máximo!).

Adianto que o canteiro de chás está uma delícia e vai render muitas xícaras de felicidade! Enquanto não escrevo mais sobre nosso chazinho da tarde, mantenha-se informado nesta seleção de blogs sobre chás  (internacionais) do Culinary Arts College, clicando aqui.

Até muito breve!

08/09/2010

Estou chegando...

Só para dizer que as férias estão quase acabando. Logo logo, estou de volta cheia de novidades! Por hora, vejam como anda o Mirtilo, atacado pelas Cortadeiras e hoje, protegido pelas Capuchinhas. Maravilhoso, não?

O mirtilo...

Me aguardem!

12/08/2010

Férias!

Pessoal,

esqueci de avisar que estou de férias, totalmente desplugada. Quando conseguir, mando notícias!!!

Divirtam-se por aí!
Abraços,
Yuri

04/08/2010

42ª Festa da Cerejeira em Flor

Mais uma oportunidade pro pessoal de São Paulo participar de uma Cerimônia do Chá: Está acontecendo em Campos do Jordão a 42ª Festa da Cerejeira em Flor que, além de quitutes japoneses e belíssimas cerejeiras, possui uma demonstração da Cerimônia (última foto do post) aos interessados, mais uma vez organizado pelo Centro de Chadô Urasenke. Vale a pena conferir, não só a Cerimônia, mas o espetáculo das flores que é belíssimo, com o cheirinho das cerejeiras por todos os cantos do bosque.

42ª Festa da Cerejeira em Flor

Acima, na foto 1 vocês podem ver uma parte do bosque. Na foto 2, um close em um dos seus belos cachos e, na foto 3, um wagashi em homenagem à cerejeiras: o Sakura Mochi, que é coberto com uma folha levemente salgada da própria cerejeira. Dizem que o Sakura Mochi foi inventado em 1717, em Edo (Hoje Tóquio), por Yamamoto Shinroku do Templo Chomei-ji, utilizando as folhas das cerejeiras plantadas pelo Shogun Tokugawa Yoshimune, próximo ao rio Sumida. O resultado é uma mistura agradável de doce, salgado e herbal, que acompanha otimamente um chazinho da tarde.

Cerimônia do Chá

O evento começou dia 31 e vai até dia 15 de Agosto (somente nos finais de semana). Aperta aí na agenda que tenho certeza que cabe!

Mais informações:  42ª Festa da Cerejeira em Flor

29/07/2010

Ainda sobre refinamento do paladar...

Que coincidência! Passei para ler a coluna do Paladar, no Estadão, e eles abordaram justamente o tema que falamos agora há pouco no "Degustação de Chá - Afinando o paladar", em uma matéria entitulada "Supersensíveis".

Reproduzo um trecho: "(...) Tecnicamente, o nariz e a língua de todos eles não apresentam grandes diferenças em relação aos das pessoas comuns. O que distingue um grande provador não é apenas "o dom de perceber". É uma combinação entre a sensibilidade do indivíduo e a capacidade que seu cérebro tem de associar, armazenar e acessar essas informações. Em outras palavras, não basta sentir o perfume. É preciso reconhecê-lo e poder lembrar dele. Robert Parker gosta de contar que foi construindo seu banco de dados desde adolescente, quando caminhava pelas ruas "cheirando", com atenção, de lixo a flores.

"Esta é uma capacidade que se adquire com a prática", explica Josy Carolina Pontes, mestre em ciências e doutoranda em neurociências do Laboratório de Neurofisiologia da Unifesp. "O que conta para o treinamento de uma superlíngua ou um supernariz, além da aptidão genética, é a intensidade da atividade cerebral", diz o neurocirurgião paulista Yann Motta.

Especialista em degustação de cafés, Ensei Neto ressalta a grande diferença entre perceber sabores e interpretá-los. "A interpretação é um processo educativo que envolve treinamento, vocabulário e, muitas vezes, o repertório cultural", diz. 

Quer dizer, para que o cérebro seja capaz de identificar determinado aroma ou sabor é preciso que eles tenham sido armazenados na memória. Você só vai conseguir reconhecer o perfume de uma rosa se já tiver cheirado uma rosa anteriormente e registrado o perfume em seu banco de dados olfativo."

Aproveita e passa por lá para ler o resto!

Comercial do Lipton Ice Tea

Achei este vídeo do ator Hugh Jackman em um comercial do Lipton Ice Tea, mostrando seus dotes de dançarino. É difícil pra mim, tirar a ligação do personagem Wolverine (X-men) dele, e por isso achei hilariante. Para alegrar a sua tarde:



Uma colocação bem feita pelo meu marido, este comercial é bem inspirado no clip da música Weapon Of Choice, do Fatboy Slim (cuja versão, nós preferimos do Caravan Palace).

27/07/2010

Degustação de Chá - Afinando o paladar

Fiquei devendo algumas dicas de como desenvolver melhor o paladar para auxiliar na degustação de chás. Chegou a hora, vamos lá?
 - É importante lembrar quais são os sabores básicos (doce, azedo, salgado, amargo e umami). Muitas pessoas confundem amargo com azedo, e por isso é bom deixar registrado em seu cérebro a diferença, experimentando cada um de forma consciente. Momento cultura inútil para esta postagem: Lembra daquele mapa de sabores sentidos na língua, que aprendemos na escola? Estudos recentes mostram que essa teoria está incorreta e que os receptores dos sabores estão espalhados por toda a língua. Mais ainda, a sensibilidade dos mesmos pode variar entre homens e mulheres.

- Além de isolar os sabores básicos, gosto de experimentar os ingredientes isolados para também reconhecê-los em uma composição. Assim, se um blend de chá possuir chá preto, hibisco, mel e rosa, conseguirei identificar cada um dos elementos da sua composição em determinado momento, ao bebê-lo. Poderei dizer que a base é o chá preto, o sabor se mantém na rosa com mel e o gosto final é do hibisco. O que tento fazer é procurar as ervas isoladas e comprá-las, fazendo infusões delas e assim ampliar meu leque de sabores novos. Por isso digo que é sempre muito bom experimentar de tudo na vida, nunca se sabe quando se encontrará um ingrediente inusitado em um chá!

- Não esqueça de cheirar o chá em todo o seu processo, as folhas secas, as folhas após a infusão e o liquor (nome dado ao líquido proveniente do chá) final. O cheiro ajuda a dar um panorama geral do corpo do chá.

- O chá é um líquido muito sutil e muitas vezes, para obtermos o máximo de seu sabor, é preferível bebê-lo sozinho, sem acompanhamento. Você poderá harmonizá-lo posteriormente, quando já estiver familiarizado com seu sabor. Também vale tentar não comer nada gorduroso ou picante antes da degustação para não interferir na mesma.

-  Apesar de ser sutil, o chá possui muitas nuâncias, e geralmente dizemos que ele tem base em três sabores para sua composição: o de primeiro plano (top note), um secundário (middle ground) e o sabor de fundo (background). 

- Os degustadores profissionais têm uma técnica na hora da degustação: Quando bebem o chá, não viram o líquido aos lábios simplesmente. Eles sugam o liquor, fazendo barulho, deixando o ar entrar em conjunto com o líquido. Isto ajuda o desenvolvimento do sabor por igual dentro da boca. Segue dois vídeos sobre isto (em inglês e em alemão):



Ainda não terminei sobre este assunto, mas por hora fico por aqui. Antes de ir, não esqueçam que o que realmente vale acima de todas essas dicas, é o prazer do sabor e do momento que o chá nos proporciona. Sem isso, nenhuma dica faz sentido!

Em breve, mais do mesmo!

26/07/2010

Meu pomar orgânico

O post falando do meu querido Mirtilo que foi atacado por Formigas Cortadeiras fez sucesso, e por isso vou tentar explicar um pouco sobre os métodos que aprendi para tentar seguir a linha orgânica no cuidado de um jardim ou pomar. Aproveito para agradecer à todos que me enviaram suas dúvidas a respeito.

Antes de escolher ser orgânico, precisamos ter em mente que isso significa que você se importa não só com os produtos que consome mas também com o sistema que vive em volta da sua plantação. Todos os seres que ali habitam, têm o direito de estarem ali, e a gente, ser humano, acaba invadindo um espaço perfeito, equilibrado, querendo impor nossa vontade acima da Terra. Tentar trabalhar a harmonia do lugar sem ser invasivo não é fácil. No manejo orgânico tentamos contornar a situação problemática, utilizando ações indiretas nos casos. Para isso, é necessário paciência e compreensão com a Terra. 



O caso das Formigas Cortadeiras é bem comum, muitas pessoas têm problemas com elas, e a solução convencional são as iscas tóxicas, carregadas pelas formigas até os ninhos, que acabam matando toda a colônia. Para fugir do químico existem milhares de métodos que o conhecimento popular propagou e podem ser encontrados na internet. O que eu já tentei e posso dizer que não funcionou comigo foi o uso da borra do café - É dito ser bom para espantar as formigas, mas uma vez que elas já se instalaram com o ninho, não adianta muito. Então recebi a dica de colocar gergelim espalhado pelo terreno pois elas funcionam como uma isca natural, o gergelim tem propriedade de matar o fungo do qual as formigas se alimentam e, assim, elas morreriam de fome (Ainda não testei). O que de fato eu acabei fazendo para o caso do Mirtilo foi plantar ao seu redor a flor Capuchinha, que assim como cravo/louro/laranja/pimenta/etc., é um repelente natural pois as formigas não gostam so seu sabor picante e evitam o local da planta. Aparentemente ela funcionou, vi a fila das Cortadeiras passando ao lado das flores, ignorando o que havia do outro lado, o Mirtilo (Haviam traços de mordidas na folha da Capuchinha também, mas fora abandonado rapidamente). Uma outra coisa bacana para quem gosta de cozinhar é que a Capuchinha é comestível, podendo ser utilizada em saladas e pratos - um bom incentivo se você precisa espantar umas formigas e ainda ganhar um novo sabor em casa!).

Como agora sei que vocês têm interesse neste assunto, eu os manterei informados sobre como vai o manejo orgânico no meu pomar.

23/07/2010

Quem degusta melhor cerveja, homens ou mulheres?

Tem vezes que o "dom" da comunicação ajuda um pouco a mulherada por aí... matéria da Eatocracy, canal gastronômico da CNN.

22/07/2010

Compre produtos locais


Encontrei esta série de vídeos que mostra os fazendeiros do estado de Maine, nos Estados Unidos. É uma espécie de projeto para conhecer quem são as pessoas e as histórias por detrás dos alimentos que nós escolhemos comer. Não sei se vocês sabem mas comprar produtos locais, quem têm origem na sua cidade, garante o frescor e qualidade do alimento pois o transporte é rápido e os produtos chegam à sua mesa quase no mesmo dia da colheita. Além de diminuir os custos  com transporte/mão-de-obra e, consequentemente, a redução da poluição, também se quebra a cultura de comprar os produtos altamente industrializados por mega corporações, o que me leva a isto:


Este trailer do filme "Dirt" retrata como temos cuidado de uma das preciosidades do nosso mundo, a nossa Mãe Terra. Fica de reflexão para todos nós.

21/07/2010

Mais do meu jardim...

Mesmo em construção, meu jardim já está dando alguns frutos (literalmente falando!). Abaixo vocês verão um pézinho de Morango Silvestre que plantei quando a mudinha possuía apenas a folhagem, ainda pequena. Agora mal vejo a hora de poder experimentar seu fruto. Aproveitando: Cultura inútil - Você sabia que das frutas, morango é o sabor mais popular no mundo todo para doces?

Morango

Mirtilo

Acima é a singela flor do Mirtilo (Blueberry). Nunca havia imaginado que ela era tão bela até ter o interesse em cultivá-la. Infelizmente, apesar da foto, não teremos a fruta tão logo. Tivemos um pequeno problema com Formigas Cortadeiras, que como nós, adoraram o Mirtilo. Mas nesta hora é ter paciência mesmo e esperar a planta se recuperar - a Mãe Natureza é incrível e, logo logo, novas folhas virão. Como estamos fazendo tudo orgânico, vou tentar aplicar alguns métodos naturais para espantar esse formigueiro pra mais longe, depois conto o resultado.

16/07/2010

Cerimônia do Chá em São Paulo

Mais desnaturada do que eu, quase impossível: Já ia esquecendo de mais um evento que trará a cultura do chá para nossos dias. O Festival do Japão, em São Paulo, que começou hoje e vai até domingo, terá apresentações públicas da Cerimônia do Chá pelo Centro de Chadô Urasenke, nos dias 17 e 18, às 11h e às 16h - para participar basta retirar senha no stand com antecedência. Quem puder comparecer, vale a pena, é uma belíssima cerimônia e o Festival em si é cheio de gostosuras da terrinha dos meus antepassados - basta ter um pouco de paciência com a multidão (180 mil pessoas no último ano!).

Kama furo (chaleira e braseiro) utilizado na Cerimônia do Chá japonês. Foto: Japanese ornament

Mais informações do evento: www.festivaldojapao.com

12/07/2010

Evento Chás e Infusões: Sabores e Aromas da Natureza

Pessoal de São Paulo, uma boa oportunidade para quem quiser começar no mundo dos chás e experimentar algumas marcas:
     
"Casa Santa Luzia promove, em julho, a Semana do Chá

A Casa Santa Luzia realiza nova edição do evento Chás e Infusões: Sabores e Aromas da Natureza, entre os dias 19 e 24 de julho, buscando desvendar o universo desta bebida tão especial. Os interessados em conhecer e participar do evento devem se dirigir ao Mezanino, onde se localiza do setor de chás da Santa Luzia.

A programação (grátis) é formada por degustações de várias marcas de chá (a partir de 20/7, das 10h às 19h), ofertas e exposição especial, além de uma palestra, dia 22 de julho (às 15h), ministrada pela especialista em chás Carla Sauressing.

Ao promover o evento Chás e Infusões a Casa Santa Luzia pretende estimular no consumidor o verdadeiro prazer em degustar as bebidas, além de informar sobre suas variedades e formas de preparo. A organização é de responsabilidade do Serviço de Nutrição da Casa, responsável, entre outras coisas, pelo atendimento personalizado aos clientes em seu Setor de Alimentos Especiais.

O evento é organizado em parceria com as empresas fornecedoras dos chás e infusões. As marcas confirmadas nesta edição são as seguintes: A Loja do Chá, Twinings, Celestial Seasonings, Revolution, Schraiber, Stach Premium, Ahmad Tea, Clipper, Panizza, Krüger, Feel Good, Dr.Oetker, Matte Leão, Sanavita, Chocolate des Arts e The Gourmet Tea.

Programação - Chás e Infusões: Sabores e Aromas da Natureza

• Degustações
De 20 a 24 de julho – das 10h às 19h
Local: Mezanino Santa Luzia - Grátis

• Palestra
Tema: Chás e Infusões: como apreciar essas bebidas
Data: 22 de julho - quinta-feira – às 15 horas
Palestrante: Carla Saueressing
Local: Mezanino Santa Luzia – Grátis (com degustação) - Alameda Lorena, 1471

Inscrições: grátis (pelo telefone 3897-5035) – Vagas limitadas

A palestra Chás e Infusões: como apreciar essas bebidas, de Carla Sauressing, é Ideal para quem procura se iniciar no delicioso ritual do chá. A abordagem de Carla inclui itens como: a história do surgimento do chá, suas características e variações, a diferença entre chás e infusões e as diferentes formas de preparo das bebidas.

Carla Saueressing – proprietária da Loja do Chá e representante da alemã TeeGschwendner - é especialista em chás e criadora de receitas de pratos doces e salgados utilizando a bebida."

Promoção do Matte Leão

Vocês também devem encontrar pelos supermercados da região esta promoção do Matte Leão: Levando duas caixas do mate, vai junto uma chaleira infusora que pareceu bem prática se você toma mais de uma xícara da erva por vez. Sai por menos de R$20.

01/07/2010

85 Dias - Plantando a Camellia sinensis 4

Passaram-se 85 dias desde que eu plantei as sementes das minhas Camellia sinensis. Vocês verão na foto abaixo como as folhas estão enormes, a maioria das mudas já possuindo 3 folhas. Algumas mudas estão desenvolvendo a quarta folha enquanto algumas outras estão praticamente terminando de brotar. O clima por aqui está bem ameno, e no começo da semana fiz uma pequena manutenção, completando os recipientes com um pouco de terra adubada com material orgânico.
O ritmo está indo bem e acredito que em breve terei mais novidades sobre as pequenas. Aguardem!

30/06/2010

Inspiração e consciência

Miki Iwasaki, arquiteto/designer/professor, conta como os pequenos objetos do dia-a-dia refletem a vida que vivemos (em inglês):

29/06/2010

A Doutrina da Humanidade

Um pouco de sabedoria oriental para estes dias em que vejo e sinto tantas coisas negativas nas pessoas e no mundo. Ah, se as pessoas fossem mais colaborativas e menos egocêntricas... a colméia humana seria mais harmoniosa.

Futuros marimbondos

"Ter suficiente domínio sobre si mesmo para julgar os outros em comparação consigo e agir em relação a eles como nós quereríamos que eles agissem para conosco é o que se pode chamar a doutrina da humanidade; nada há mais para além disso.
 
Se não se tem um coração misericordioso e compassivo, não se é um homem; se não se têm os sentimentos da vergonha e da aversão, não se é um homem; se não se têm os sentimentos da abnegação e da cortesia, não se é um homem; se não se tem o sentimento da verdade e do falso ou do justo e do injusto, não se é um homem. Um coração misericordioso e compassivo é o princípio da humanidade; o sentimento da vergonha e da aversão é o princípio da equidade e da justiça; o sentimento da abnegação e da cortesia é o princípio do convívio social; o sentimento do verdadeiro e do falso ou do justo e injusto é o princípio da sabedoria. Os homens têm estes quatro princípios, do mesmo modo que têm quatro membros."
 
(Confúcio - A Sabedoria de Confúcio)

25/06/2010

Twinings Fruit & Herbal Selection

A Twinings faz, de tempos em tempos, seleções especiais com alguns chás da sua marca. Meu amigo Paulo conseguiu no free shop este Fruit & Herbal Selection, em uma caixa grande com 60 sachês:


Experimentei todos os blends desta seleção, e tirando a infusão que possui frutas vermelhas (cranberry, raspberry e elderflower), posso dizer que é um bom custo x benefício. A infusão com rooibos e a de honeybush foram  as que mais me agradaram, contendo leveza em seu sabor e um sutil adocicado. De forma geral fiquei bastante impressionada com a qualidade desta caixa, os sabores surpreendem. Se você passar pelo aeroporto e ficar na dúvida, já sabe a minha opinião!

23/06/2010

Boas memórias: Design de Coisinhas...

Quando vim morar no Rio e queimava minha cuca para decidir o que faria da vida, ao mesmo tempo que reformulava meu portifólio de designer, sentia também algo que me puxava em direção totalmente oposta à esta modernidade digital. E foi daí que surgiu o Yuri Hayashi, Design de Coisinhas, loja virtual de bolsas e acessórios, ou, ainda, meu primeiro negócio próprio.

Foi um grande desafio em todos os sentidos. Aprendi a costurar direito nesta época e hoje tenho três diferentes máquinas de costura. Se minha avó (costureira de mão cheia) fosse viva, nem acreditaria - Minha mãe, modelista de mão cheia, mal acredita! Mas herança familiar é assim, uma hora você sente "o chamado".

Além de aprender a arte da costura, também tive de aprender a ter uma loja virtual, com sua logística, taxas, atendimento, etc... enfim, era uma coisa bem multitarefa.


Mas como tudo tem seu ciclo, mais um se fechou e chegou a hora de eu me despedir da minha loja de Coisinhas. Estou realmente focada em outros trabalhos profissionais e com tantas mudanças na minha vida ultimamente, foi uma decisão sensata. Tive tantos sentimentos maravilhosos enquanto trabalhei nesta loja que até me emociono em pensar que lá se foi mais uma parte da minha vida. Sempre fiz tudo com carinho e espero que tenha conseguido passar um pouco dele às minhas clientes, sempre muito gentis em seus comentários sobre meu trabalho. A todos vocês o meu muito obrigada!

22/06/2010

Vídeo sobre a origem do chá

Este vídeo institucional da marca Rishi Tea mostra um pouco da origem do chá em sua tradição, mostrando antigas árvores de Camellia sinensis, consideradas sagradas na China. Vou torcer para que as minhas pequenas perdurem por tantos séculos quanto estas:

21/06/2010

Araucária e Pinhão

Tempo de friozinho e de comer pinhão colhido no pé. A Araucária (ou Pinheiro-do-Paraná) está na ativa, mas saiba que somente os pés "fêmea" dão o fruto tão apreciado por todos.

A história do pinhão 1 - A Araucária
Araucária no Horizonte

A história do pinhão 2 - In natura
Pinhão in natura

A história do pinhão 3 - Limpo
Pós banho

A história do pinhão 4 - Pronto para comer!
Pós panela de pressão: Pronto para comer!

Se você tiver de comprar o pinhão, escolha sempre os mais claros. Os escuros já estão mais velhos e perdem muito da sua maciez.

17/06/2010

Café é herança familiar de Bob Marley

Você sabia que um dos filhos do cantor Bob Marley, Rohan Marley, resolveu criar uma fazenda de café orgânico na Jamaica? Eu também não sabia, mas este vídeo institucional me pegou:


16/06/2010

Maracujá Doce a caminho!

Olha só o tamanho da minha alegria hoje:

Maracujá doce a caminho!

Este pequeno brotinho de Maracujá Doce demorou mais de um mês para dar as caras. Não sei explicar ao certo, a sensação de ficar regando todo dia um pequeno pedaço imóvel de terra durante tanto tempo. Ainda bem que a minha paciência é legitimamente oriental! 

Estas mudinhas são apadrinhadas pelo meu pai, que foi quem me deu a fruta para poder preparar as sementes plantadas!

15/06/2010

Infusão: Rosa Branca da Natu Verde

Encontrei na singela cidade de Gonçalves (Minas Gerais) esta marca chamada Natu Verde (foto1), especializada em produtos naturais. Quis experimentar a sua infusão de Rosa Branca e não fiquei decepcionada. Seu perfume é intenso antes e depois da infusão, que se traduz também em seu sabor final.


As pequenas rosas vêm em botões inteiros (foto2), resultando em um liquor caramelado (foto3), que além de perfumado e doce, é muito delicado - Acredito que quem gostar de Camomila, poderá gostar da Rosa Branca (Rosa centifolia).

O único conselho que dou para a compra dessas ervas/flores vendidas em embalagens transparentes ou a granel é que você as compre o mais "frescas" posssíveis, e as coloque em um recipiente apropriado, que evite a entrada de luz e ar.

13/06/2010

O Transplante - Plantando a Camellia sinensis 3

Depois de 44 dias, as sementes das minhas Camellias sinensis se apertaram nas sementeiras (foto abaixo, esquerda) e resolvi fazer o transplante para vasos individuais e maiores. Assim, elas poderão alcançar o tamanho indicado para o transplante final no solo com mais tranquilidade.

Um dos vasos reunia as sementes que já indicavam que não iriam vingar - geralmente elas bóiam quando colocadas em água ou apresentam alguma boloração que com a umidade das regas, tende a se desenvolver. Vocês podem ver estas sementes na foto acima, ao centro. Milagrosamente duas conseguiram sobreviver, uma contando com a ajuda de seu padrinho Gabriel, que a escolheu justamente pela sua deficiência (foto da muda abaixo, centro).

Para mim é uma grande vantagem fazer este transplante agora pois vocês verão na foto abaixo (esquerda) o tamanhão que ficam as raízes. Se já foi delicado retirá-las agora, imagine se eu tivesse deixado para depois? E fica o conselho: Se tiverem espaço, utilizem os vasos individuais desde o início para polpar este trabalho extra.

Agora todas as mudas estão felizes e crescentes. Em breve mais fotos!

11/06/2010

"Cappuccino", o filme

Sim, o filme fala sobre cappuccino mas é apenas uma desculpa para uma crítica maior à sociedade americana. Um bom exemplo pra gente não repetir, em respeito à qualidade acima da quantidade:


Para saber mais sobre o projeto e a produtora, visite www.cappuccinomovie.com

10/06/2010

Plantar quase virou um vício

É muito bom plantar mudinhas sabendo que elas têm um lugar garantido para crescer e ficarem lindas! Estas sementes já são das flores que pertencem ao meu próprio jardim. Espero poder ver mais flores do que grama em breve!

Plantar...

Estou de volta à cidade maravilhosa. Que saudades da minha casa!!!

09/06/2010

O que é chá gourmet? - Preparação

Continuando da matéria sobre "O que é chá gourmet - Definição", chegamos ao momento em que falaremos sobre a preparação de um chá gourmet. O chá nos dá a liberdade em seu último estágio antes de ser degustado, a sua preparação.



Sempre aconselho às pessoas a seguirem as recomendações do fabricante pois tenho certeza que eles pesquisaram muito e sabem a forma ideal para o preparo do seu chá. Mas a liberdade poética também se aplica ao chá gourmet: Após algum tempo, quando já se conhece o sabor do chá, as pessoas tendem a personalizá-lo. Tanto no tempo de infusão, quantidade de chá por xícara, quanto na adição de ingredientes externos. Entenda que, lembrando a comparação a vinhos e cervejas, é impensável que você adicione, por exemplo, mel em um chá Darjeeling se você deseja degustar o chá. É como adicionar mel à um vinho branco - descaracteriza todo o sabor original. Mas o que é então essa coisa (tão comum, diga-se de passagem), que faz todo mundo querer personalizar o seu sabor?

Alguns leitores me perguntaram sobre esse impasse de adicionar outros ingredientes ao chá, como o açúcar, assim como a dúvida de como ficam suas harmonizações. Para responder este recorrente questionamento, vamos adentrar no que eu chamo de Cultura do Chá. Entendendo que a definição de o que é um chá gourmet tenha ficado clara (a alta qualidade, preparação adequada, apresentação - sempre em folhas soltas-, etc.), vamos abordar este outro tema que corre em paralelo. Para mim, o chá gourmet é um item que pertence à Cultura do Chá, tanto quanto a sua personalização (com açúcar, mel, limão, leite, etc.), os chás em sachês, os chás engarrafados, as comidas feitas com chá, os chás gelados, etc. Não gosto de discriminar nada que pertença a esta Cultura pois aprecio a totalidade da sua força. É só não misturarmos um item com o outro que conseguiremos entender em suas individualidades, as vantagens e desvantagens de cada um. Um bom exemplo disto são os dias de frio em que eu acordo com aquela vontade de tomar um Earl Grey ao estilo inglês (com leite e açúcar - reduz seu aroma mas acrescenta corpo ao líquido e no inverno eu acho uma delícia). Enquanto existem dias em que eu simplesmente quero o seu sabor por completo, focando em suas qualidades originais - um verdadeiro chá gourmet, reservando tempo para todo o seu ritual de preparo, e por aí vai. Do jeito que você apreciar o seu chá, é o que interessa, mas sempre tente conhecê-lo puro para depois, caso necessário, alterá-lo ao seu gosto ou variá-lo conforme ocasião. Isto vai lhe abrir as portas para o refinamento do paladar, pois uma alteração consciente no sabor é muito diferente do que a adição impensada de uma colher de açúcar  em todos os chás pelo simples costume, sem se deixar conhecer os novos sabores.

Este blog, em sua verdade, trata da Cultura do Chá em geral e não somente de chás gourmet, pois tenho muito interesse nos seus produtos derivados. Em breve darei dicas de degustação e harmonização, já peço desculpas pela lerdeza desta que vos escreve mas este assunto foi um pouco complexo de se colocar em palavras. Gostaria de ressaltar que tudo o que escrevi vem da minha experiência própria, adicionada ao que vejo e leio no mundo dos chás - adoro pesquisar sobre o assunto. Bom, mas vamos dar um tempo na falação e partir para a prática que é muito mais prazerosa! Bom chazinho da tarde para vocês!

04/06/2010

Matéria sobre a erva-mate

Um rápido ensejo: Saiu ontem, no jornal do Estadão, caderno Paladar, uma boa matéria sobre o chimarrão e a erva-mate, entitulada "Queres tomar um amargo?". Além de contar detalhes sobre o costume gaúcho da roda de mate, eles também fizeram a degustação de algumas marcas de erva, e você pode conferir as avaliações desta matéria clicando aqui.

03/06/2010

O que é chá gourmet? - Definição

Cheguei neste momento em que sinto ser necessário definir o significado do termo chá gourmet para que possamos seguir em frente. Parece um detalhe insignificante, mas futuros posts dependerão desta definição que tentarei exemplificar:


O chá, como já comentamos anteriormente, é qualquer derivação vinda da planta Camellia sinensis. Também é comumente (e erroneamente) chamado de chá as infusões, ou tisanes, feitas a partir de ervas, hortaliças e flores. O termo gourmet, por sua vez, está relacionado à alta cozinha, direcionado a paladares desenvolvidos e de bom gosto, que buscam qualidade e amor na verdadeira arte culinária. Isso também envolve bons ingredientes, a preparação cuidadosa, assim como a apresentação final de um prato/bebida.

Olhando para os termos apresentados e tentando conectá-los, podemos dizer que um chá gourmet é aquele feito com os melhores ingredientes, de maneira refinada, direcionada a paladares mais exigentes e conhecedores do assunto. Acima de tudo, busca-se amor pela qualidade e o prazer do sabor, independente dos benefícios nutricionais. Assim, nosso chá gourmet se transforma em um líquido tão desejado quanto os vinhos ou cervejas artesanais. Tudo vai depender da classificação que você coloca em seu chá, a importância que ele tem para você. E ainda, não esqueça de desenvolver o seu paladar para receber a informação correta. Para evitar os julgamentos equivocados, aconselho novamente manter a mente aberta para todos os sabores, os que você gosta ou não. Ganhe experiência provando de tudo, e só depois você terá a bagagem necessária para começar a degustar com precisão.

Hoje em dia no mercado, estes tipos de chás são chamados de chás gourmet ou chás especiais para separá-los dos chás/infusões populares. Foi mais uma convenção estabelecida para se relacionar especificamente a este produto, facilitando sua identificação.

(continua...)

27/05/2010

31 primaveras floridas

Após o dia de ontem, quando comemorei minhas 31 primaveras, não consegui pensar em muita coisa além de sentir felicidade plena. Grande parte eu devo ao carinho dos meus amigos e parentes, e a maior fatia do bolo, ao meu amor.

Foto por Yuri Hayashi

Quero que minha vida continue a ser uma cesta de macarons: firmes em seu exterior mas totalmente surpreendentes em seu recheio. C'est la vie!

25/05/2010

Ao beber chá sozinho...

Foto por Cláudio Brisighello


"Ao beber chá sozinho...

Com minhas próprias mãos, eu seguro uma xícara de chá;
Eu vejo toda a natureza representada em sua coloração verde.
Fechando os meus olhos eu encontro montanhas verdes e água pura dentro do meu próprio coração.
No silêncio, sozinho e bebendo chá, eu os sinto tornando-se parte de mim."

Soshitsu Sen
- Mestre de Chá XIV da tradicional Escola de Chá Urasenke, Japão


(tradução livre pelo Chá, Arte e Vida!)

24/05/2010

Chá x Café

Existe uma velha rixa entre o chá e o café. Estas pobres plantas sequer sabem disto, mas os humanos, com a costumeira mania de comparar coisas, chegaram ao impasse de querer saber qual dos dois é mais saudável. Não vou entrar no mérito da questão nutricional, e vou confessar que gosto muito de um bom cafezinho. De cappuccino então, nem se fale! Aqui, o que vale para mim é o prazer do momento e cada líquido se encaixa bem em alguma parte do dia: O café é um shot apressado de energia e sabor, enquanto o chá prolonga o seu prazer em um paciente ritual.

Encontrei por acaso esta série de vídeos que se eu fosse aficionado por cafés, não perderia. Abaixo, um dos episódios:




Cappuccino, Intelligentsia por Department of the 4th Dimension

20/05/2010

Chá da tarde

O que você está fazendo sentado aí na frente do computador? É hora do chá da tarde!


19/05/2010

Outros chás do meu jardim

Para não dizer que as Camellias são as meninas dos meus olhos, apresento os outros integrantes do "time chás" pertencentes ao meu jardim em formação:

A dona Erva-mate: Ainda é uma jovem muda, mas veio forte e plantamos em um lugar que retém um pouco de sombra, conforme ela gosta. Em breve já poderá cair na nossa cuia!

Foto por Yuri Hayashi

A princesa Jasmim-Árabe: Que trabalhão que deu para achar essa muda, viu. Para começar, Jasmim é o termo mais genérico possível (você procura uma e acha trezentas) e o Jasmim Imperial, que me empurravam na falta do Árabe, é mais indicado para pratos e doces. Se não fosse meu marido, estaria sem ela até hoje. 
Esta planta era muito importante para mim pois constitui um dos meus chás favoritos, o Chá de Jasmim chinês. Ela já está florescendo e assim que me mudar em definitivo já posso produzir seu maravilhoso e aromático chá.

Foto por Yuri Hayashi

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.