Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

30/06/2010

Inspiração e consciência

Miki Iwasaki, arquiteto/designer/professor, conta como os pequenos objetos do dia-a-dia refletem a vida que vivemos (em inglês):

29/06/2010

A Doutrina da Humanidade

Um pouco de sabedoria oriental para estes dias em que vejo e sinto tantas coisas negativas nas pessoas e no mundo. Ah, se as pessoas fossem mais colaborativas e menos egocêntricas... a colméia humana seria mais harmoniosa.

Futuros marimbondos

"Ter suficiente domínio sobre si mesmo para julgar os outros em comparação consigo e agir em relação a eles como nós quereríamos que eles agissem para conosco é o que se pode chamar a doutrina da humanidade; nada há mais para além disso.
 
Se não se tem um coração misericordioso e compassivo, não se é um homem; se não se têm os sentimentos da vergonha e da aversão, não se é um homem; se não se têm os sentimentos da abnegação e da cortesia, não se é um homem; se não se tem o sentimento da verdade e do falso ou do justo e do injusto, não se é um homem. Um coração misericordioso e compassivo é o princípio da humanidade; o sentimento da vergonha e da aversão é o princípio da equidade e da justiça; o sentimento da abnegação e da cortesia é o princípio do convívio social; o sentimento do verdadeiro e do falso ou do justo e injusto é o princípio da sabedoria. Os homens têm estes quatro princípios, do mesmo modo que têm quatro membros."
 
(Confúcio - A Sabedoria de Confúcio)

25/06/2010

Twinings Fruit & Herbal Selection

A Twinings faz, de tempos em tempos, seleções especiais com alguns chás da sua marca. Meu amigo Paulo conseguiu no free shop este Fruit & Herbal Selection, em uma caixa grande com 60 sachês:


Experimentei todos os blends desta seleção, e tirando a infusão que possui frutas vermelhas (cranberry, raspberry e elderflower), posso dizer que é um bom custo x benefício. A infusão com rooibos e a de honeybush foram  as que mais me agradaram, contendo leveza em seu sabor e um sutil adocicado. De forma geral fiquei bastante impressionada com a qualidade desta caixa, os sabores surpreendem. Se você passar pelo aeroporto e ficar na dúvida, já sabe a minha opinião!

23/06/2010

Boas memórias: Design de Coisinhas...

Quando vim morar no Rio e queimava minha cuca para decidir o que faria da vida, ao mesmo tempo que reformulava meu portifólio de designer, sentia também algo que me puxava em direção totalmente oposta à esta modernidade digital. E foi daí que surgiu o Yuri Hayashi, Design de Coisinhas, loja virtual de bolsas e acessórios, ou, ainda, meu primeiro negócio próprio.

Foi um grande desafio em todos os sentidos. Aprendi a costurar direito nesta época e hoje tenho três diferentes máquinas de costura. Se minha avó (costureira de mão cheia) fosse viva, nem acreditaria - Minha mãe, modelista de mão cheia, mal acredita! Mas herança familiar é assim, uma hora você sente "o chamado".

Além de aprender a arte da costura, também tive de aprender a ter uma loja virtual, com sua logística, taxas, atendimento, etc... enfim, era uma coisa bem multitarefa.


Mas como tudo tem seu ciclo, mais um se fechou e chegou a hora de eu me despedir da minha loja de Coisinhas. Estou realmente focada em outros trabalhos profissionais e com tantas mudanças na minha vida ultimamente, foi uma decisão sensata. Tive tantos sentimentos maravilhosos enquanto trabalhei nesta loja que até me emociono em pensar que lá se foi mais uma parte da minha vida. Sempre fiz tudo com carinho e espero que tenha conseguido passar um pouco dele às minhas clientes, sempre muito gentis em seus comentários sobre meu trabalho. A todos vocês o meu muito obrigada!

22/06/2010

Vídeo sobre a origem do chá

Este vídeo institucional da marca Rishi Tea mostra um pouco da origem do chá em sua tradição, mostrando antigas árvores de Camellia sinensis, consideradas sagradas na China. Vou torcer para que as minhas pequenas perdurem por tantos séculos quanto estas:

21/06/2010

Araucária e Pinhão

Tempo de friozinho e de comer pinhão colhido no pé. A Araucária (ou Pinheiro-do-Paraná) está na ativa, mas saiba que somente os pés "fêmea" dão o fruto tão apreciado por todos.

A história do pinhão 1 - A Araucária
Araucária no Horizonte

A história do pinhão 2 - In natura
Pinhão in natura

A história do pinhão 3 - Limpo
Pós banho

A história do pinhão 4 - Pronto para comer!
Pós panela de pressão: Pronto para comer!

Se você tiver de comprar o pinhão, escolha sempre os mais claros. Os escuros já estão mais velhos e perdem muito da sua maciez.

17/06/2010

Café é herança familiar de Bob Marley

Você sabia que um dos filhos do cantor Bob Marley, Rohan Marley, resolveu criar uma fazenda de café orgânico na Jamaica? Eu também não sabia, mas este vídeo institucional me pegou:


16/06/2010

Maracujá Doce a caminho!

Olha só o tamanho da minha alegria hoje:

Maracujá doce a caminho!

Este pequeno brotinho de Maracujá Doce demorou mais de um mês para dar as caras. Não sei explicar ao certo, a sensação de ficar regando todo dia um pequeno pedaço imóvel de terra durante tanto tempo. Ainda bem que a minha paciência é legitimamente oriental! 

Estas mudinhas são apadrinhadas pelo meu pai, que foi quem me deu a fruta para poder preparar as sementes plantadas!

15/06/2010

Infusão: Rosa Branca da Natu Verde

Encontrei na singela cidade de Gonçalves (Minas Gerais) esta marca chamada Natu Verde (foto1), especializada em produtos naturais. Quis experimentar a sua infusão de Rosa Branca e não fiquei decepcionada. Seu perfume é intenso antes e depois da infusão, que se traduz também em seu sabor final.


As pequenas rosas vêm em botões inteiros (foto2), resultando em um liquor caramelado (foto3), que além de perfumado e doce, é muito delicado - Acredito que quem gostar de Camomila, poderá gostar da Rosa Branca (Rosa centifolia).

O único conselho que dou para a compra dessas ervas/flores vendidas em embalagens transparentes ou a granel é que você as compre o mais "frescas" posssíveis, e as coloque em um recipiente apropriado, que evite a entrada de luz e ar.

13/06/2010

O Transplante - Plantando a Camellia sinensis 3

Depois de 44 dias, as sementes das minhas Camellias sinensis se apertaram nas sementeiras (foto abaixo, esquerda) e resolvi fazer o transplante para vasos individuais e maiores. Assim, elas poderão alcançar o tamanho indicado para o transplante final no solo com mais tranquilidade.

Um dos vasos reunia as sementes que já indicavam que não iriam vingar - geralmente elas bóiam quando colocadas em água ou apresentam alguma boloração que com a umidade das regas, tende a se desenvolver. Vocês podem ver estas sementes na foto acima, ao centro. Milagrosamente duas conseguiram sobreviver, uma contando com a ajuda de seu padrinho Gabriel, que a escolheu justamente pela sua deficiência (foto da muda abaixo, centro).

Para mim é uma grande vantagem fazer este transplante agora pois vocês verão na foto abaixo (esquerda) o tamanhão que ficam as raízes. Se já foi delicado retirá-las agora, imagine se eu tivesse deixado para depois? E fica o conselho: Se tiverem espaço, utilizem os vasos individuais desde o início para polpar este trabalho extra.

Agora todas as mudas estão felizes e crescentes. Em breve mais fotos!

11/06/2010

"Cappuccino", o filme

Sim, o filme fala sobre cappuccino mas é apenas uma desculpa para uma crítica maior à sociedade americana. Um bom exemplo pra gente não repetir, em respeito à qualidade acima da quantidade:


Para saber mais sobre o projeto e a produtora, visite www.cappuccinomovie.com

10/06/2010

Plantar quase virou um vício

É muito bom plantar mudinhas sabendo que elas têm um lugar garantido para crescer e ficarem lindas! Estas sementes já são das flores que pertencem ao meu próprio jardim. Espero poder ver mais flores do que grama em breve!

Plantar...

Estou de volta à cidade maravilhosa. Que saudades da minha casa!!!

09/06/2010

O que é chá gourmet? - Preparação

Continuando da matéria sobre "O que é chá gourmet - Definição", chegamos ao momento em que falaremos sobre a preparação de um chá gourmet. O chá nos dá a liberdade em seu último estágio antes de ser degustado, a sua preparação.



Sempre aconselho às pessoas a seguirem as recomendações do fabricante pois tenho certeza que eles pesquisaram muito e sabem a forma ideal para o preparo do seu chá. Mas a liberdade poética também se aplica ao chá gourmet: Após algum tempo, quando já se conhece o sabor do chá, as pessoas tendem a personalizá-lo. Tanto no tempo de infusão, quantidade de chá por xícara, quanto na adição de ingredientes externos. Entenda que, lembrando a comparação a vinhos e cervejas, é impensável que você adicione, por exemplo, mel em um chá Darjeeling se você deseja degustar o chá. É como adicionar mel à um vinho branco - descaracteriza todo o sabor original. Mas o que é então essa coisa (tão comum, diga-se de passagem), que faz todo mundo querer personalizar o seu sabor?

Alguns leitores me perguntaram sobre esse impasse de adicionar outros ingredientes ao chá, como o açúcar, assim como a dúvida de como ficam suas harmonizações. Para responder este recorrente questionamento, vamos adentrar no que eu chamo de Cultura do Chá. Entendendo que a definição de o que é um chá gourmet tenha ficado clara (a alta qualidade, preparação adequada, apresentação - sempre em folhas soltas-, etc.), vamos abordar este outro tema que corre em paralelo. Para mim, o chá gourmet é um item que pertence à Cultura do Chá, tanto quanto a sua personalização (com açúcar, mel, limão, leite, etc.), os chás em sachês, os chás engarrafados, as comidas feitas com chá, os chás gelados, etc. Não gosto de discriminar nada que pertença a esta Cultura pois aprecio a totalidade da sua força. É só não misturarmos um item com o outro que conseguiremos entender em suas individualidades, as vantagens e desvantagens de cada um. Um bom exemplo disto são os dias de frio em que eu acordo com aquela vontade de tomar um Earl Grey ao estilo inglês (com leite e açúcar - reduz seu aroma mas acrescenta corpo ao líquido e no inverno eu acho uma delícia). Enquanto existem dias em que eu simplesmente quero o seu sabor por completo, focando em suas qualidades originais - um verdadeiro chá gourmet, reservando tempo para todo o seu ritual de preparo, e por aí vai. Do jeito que você apreciar o seu chá, é o que interessa, mas sempre tente conhecê-lo puro para depois, caso necessário, alterá-lo ao seu gosto ou variá-lo conforme ocasião. Isto vai lhe abrir as portas para o refinamento do paladar, pois uma alteração consciente no sabor é muito diferente do que a adição impensada de uma colher de açúcar  em todos os chás pelo simples costume, sem se deixar conhecer os novos sabores.

Este blog, em sua verdade, trata da Cultura do Chá em geral e não somente de chás gourmet, pois tenho muito interesse nos seus produtos derivados. Em breve darei dicas de degustação e harmonização, já peço desculpas pela lerdeza desta que vos escreve mas este assunto foi um pouco complexo de se colocar em palavras. Gostaria de ressaltar que tudo o que escrevi vem da minha experiência própria, adicionada ao que vejo e leio no mundo dos chás - adoro pesquisar sobre o assunto. Bom, mas vamos dar um tempo na falação e partir para a prática que é muito mais prazerosa! Bom chazinho da tarde para vocês!

04/06/2010

Matéria sobre a erva-mate

Um rápido ensejo: Saiu ontem, no jornal do Estadão, caderno Paladar, uma boa matéria sobre o chimarrão e a erva-mate, entitulada "Queres tomar um amargo?". Além de contar detalhes sobre o costume gaúcho da roda de mate, eles também fizeram a degustação de algumas marcas de erva, e você pode conferir as avaliações desta matéria clicando aqui.

03/06/2010

O que é chá gourmet? - Definição

Cheguei neste momento em que sinto ser necessário definir o significado do termo chá gourmet para que possamos seguir em frente. Parece um detalhe insignificante, mas futuros posts dependerão desta definição que tentarei exemplificar:


O chá, como já comentamos anteriormente, é qualquer derivação vinda da planta Camellia sinensis. Também é comumente (e erroneamente) chamado de chá as infusões, ou tisanes, feitas a partir de ervas, hortaliças e flores. O termo gourmet, por sua vez, está relacionado à alta cozinha, direcionado a paladares desenvolvidos e de bom gosto, que buscam qualidade e amor na verdadeira arte culinária. Isso também envolve bons ingredientes, a preparação cuidadosa, assim como a apresentação final de um prato/bebida.

Olhando para os termos apresentados e tentando conectá-los, podemos dizer que um chá gourmet é aquele feito com os melhores ingredientes, de maneira refinada, direcionada a paladares mais exigentes e conhecedores do assunto. Acima de tudo, busca-se amor pela qualidade e o prazer do sabor, independente dos benefícios nutricionais. Assim, nosso chá gourmet se transforma em um líquido tão desejado quanto os vinhos ou cervejas artesanais. Tudo vai depender da classificação que você coloca em seu chá, a importância que ele tem para você. E ainda, não esqueça de desenvolver o seu paladar para receber a informação correta. Para evitar os julgamentos equivocados, aconselho novamente manter a mente aberta para todos os sabores, os que você gosta ou não. Ganhe experiência provando de tudo, e só depois você terá a bagagem necessária para começar a degustar com precisão.

Hoje em dia no mercado, estes tipos de chás são chamados de chás gourmet ou chás especiais para separá-los dos chás/infusões populares. Foi mais uma convenção estabelecida para se relacionar especificamente a este produto, facilitando sua identificação.

(continua...)

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.