Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

27/01/2013

Chá Descafeinado

Um leitor do blog recentemente me perguntou a respeito de chás descafeinados e como vira e mexe o assunto volta, resolvi colocar alguns dados e a minha experiência pessoal.

Antes de mais nada devo lembrar que a absorção de cafeína provinda do chá não é igual a do café e por isso, se você tem problemas de sensibilidade por conta da cafeína, sugiro experimentar tomar os chás normais (sem serem descafeinados) antes de chegar à conclusão que a bebida pode prejudicar seu estômago ou sono. Uma xícara de café chega de forma direta ao sistema circulatório, aumentando o trabalho cardíaco, como um shot de energia, enquanto o chá, por conta da sua composição, faz com que o corpo absorva mais lentamente sua cafeína, chegando ao nosso sistema nervoso central em até 15-20 minutos após o seu consumo e mantendo de forma mais estável a sensação de acordado. Posso dizer que sou o exemplo vivo de que há a diferença entre ambos pois tenho um estômago sensível que de tempos em tempos me faz cortar o café (que infelizmente adoro!) pois ataca o meu estômago. Por outro lado eu nunca tive de parar de tomar chá pois nunca tive nenhum problema do gênero com este último.

Vou apresentar os quatro processos que conheço de como transformar um chá em chá descafeinado e talvez vocês entendam como eles prejudicam de alguma forma o seu sabor e composição original. Vamos à eles:

- Descafeinazação de chá com Dióxido de carbono: O CO2 é introduzido no ambiente onde o chá se encontra até atingir a porcentagem desejada de remoção da cafeína. É dito que há pouco resíduo final do produto e que suas propriedades se mantém, em maioria. É um método caro para o mercado.

- Descafeinização de chá por Cloreto de metileno: Ou o chá é pulverizado com o produto e depois evaporado (e com isso a cafeína se vai) ou eles colocam as folhas do chá em água para retirar a cafeína e seus outros componentes, e adicionam o Cloreto de metileno para separar a cafeina desta água. Posteriormente eles reintroduzem os componentes nas folhas de chá e é dito haver resíduos. É o sistema mais utilizado no mercado, tendo seu custo mais em conta.

- Descafeinização de chá por Acetato etílico: É um elemento natural encontrado na composição do chá mas quando utilizado na descafeinização, ele remove outros componentes do chá além da cafeína (como antioxidantes e etc.) e ele é bem residual.

- Jogar água fervente no chá, deixar por alguns segundos e descartar: Eu costumo ser um pouco cética em relação a este método. Alguns dizem funcionar, algumas pesquisas dizem que não, a concentração de cafeína retirada pode variar imensamente dependendo do tipo de chá , do montante de tempo entre sua colheita até seu consumo, da temporada em que as folhas foram colhidas, da temperatura da água utilizada ou do tempo de infusão das folhas para descarte, etc. O padrão de mercado em se tratando de produtos descafeinados é de 97% de cafeína removida originalmente, mas com este último  procedimento você pode retirar de 20% a 70% da cafeína de um chá por conta das variantes apresentadas acima (lembrando que neste processo você também retira os componentes que fazem bem à saúde como os antioxidantes, proteínas, minerais, etc.). Já em relação ao sabor, se for utilizado um chá chinês que possua sabor persistente para várias infusões, seu sabor original se mantém, mas com a variante de sabor x intensidade que as infusões seguintes comumente trazem.

Independente do processo que você escolhe para consumir seu chá descafeinado fica claro que nesse tipo de chá as folhas sofrem muitas mudanças até chegar em sua xícara e seria um tanto impossível delas manterem seu sabor 100% intacto. Por isso, na hora da degustação de um chá gourmet, evite o uso de chás descafeinados. Mas se você quer apenas tomar o seu chazinho de noite sem a adição da cafeína, escolha o melhor processo de descafeinização para seu corpo, mente e paladar (ou simplesmente opte por uma infusão)! Existem alguns artigos que falam do perigo desses processos químicos para nós, para o meio ambiente e para os trabalhadores que se expõe para atender ao mercado. Não podemos esquecer deste outro lado também.

E já que falamos de cafeína e café, deixo vocês com as fotos do meu pequeno cafeeiro orgânico, meses atrás em flor e agora em frutos:

Flor do Café
 
Fruto do café
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.