Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

26/03/2014

Degustação de Chá: o exótico Yamabuki-nadeshiko (chá preto com fermentação)

Os japoneses com sua tecnologia inventaram o chá Yamabuki-nadeshiko (fabricante Osada Seicha), descrito como um chá preto 100% orgânico, que recebe fermentação (parecido com o conhecido Pu'er) através do inovador "Processo de Controle de Fermentação Microbiana". Vamos saber mais detalhes deste intrigante chá logo abaixo.

Fotos da 1a. linha: Processo de produção do Nadeshiko; 2a. linha: Natsumi Osada, do fabricante do Nadeshiko e a plantação de chás utilizada para a marca. Foto: Osada Seicha

A primeira vez em que ouvi falar deste chá, fiquei muito curiosa para saber seu sabor. Além da parte tecnológica envolvida, há claro a paixão dos japoneses por esta bebida e a tentativa de criar algo novo e, segundo eles, mais saudável que o chá verde regular.

Tecnicamente falando, o Yamabuki-nadeshiko tem como diferencial o uso de chá preto como base para sua fermentação, e este último processo em si que se diferencia do Sheng Pu'er (que deixa a fermentação ocorrer de forma natural) tem sua fermentação controlada em salas especiais, baseada no processo de fermentação utilizada no saquê. Como é feito de forma diferenciada, acabou-se criando uma nova classificação de categoria de chá para o Yamabuki-nadeshiko, classificado de Chá Rosé. 

As suas folhas secas são opacas, algumas apresentando leve torção enquanto outras estão totalmene enroladas (próximo ao chá Gunpowder) e seu tamanho também varia muito. Sua coloração vai do preto ao marrom terroso e seu aroma é encantador: doce e frutado (eu diria figo ou tâmaras à primeira instância).

Yamabuki-nadeshiko, folhas secas


Yamabuki-nadeshiko, folhas pós infusão

Tão logo é feita a primeira infusão da suas folhas, elas clareiam e ao decorrer das infusões seguintes, chegam a revelar uma coloração verde. O cheiro anteriormente predominado pelo adocicado, agora revela algumas notas herbais (a mistura desses aromas me lembra muito o doce de feijão azuki). 

Infusão do chá

Em um liquor acobreado, entre rosa antigo e marrom, este chá invade nosso olfato com suas notas adocicadas que perduram mesmo quando o chá se foi, e traz ao paladar notas amendoadas, um torrado que lembra muito o chá verde japonês, lembranças de couro e a levíssima acidez bem-vinda da fermentação (lembrando um bom pu'er). A adstringência final é leve e a complexidade de tantos contrastes é fascinante. Apesar de tudo, é um chá leve de se tomar, refrescante.

O liquor resultante da infusão

Realizei em torno de 5 infusões com as mesmas folhas e elas foram se transformando de forma agradável, enfraquecendo a parte herbal e ficando cada vez mais adocicada e leve. É um chá intrigante e vale muito a pena de se experimentar. Com o aumento da sua popularidade (acredito que foi idealizado há alguns anos atrás e trazido ao mercado em 2012-13), o preço de mercado deve baixar com a procura pois é sim ainda um chá considerado caro.

Para informações completas do Yamabuki-nadeshiko veja este arquivo PDF, em inglês, do fabricante explicando este chá em detalhes. Clique aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.