Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

18/02/2015

Minha Argentina Patagônica...

A Argentina é um lugar belíssimo, com uma cultura gastronômica marcante, e cenários muito propícios para o montanhismo em suas diferentes formas. Passei alguns dias na sua parte que pertence à região patagônica, lugar único e que inspira à muitos.

chalten_capa
Chegada na cidade de El Chaltén, Argentina

Chás de aeroporto - infelizmente ruins pelo seu preparo

Para chegar em El Chaltén (meu destino final) na Provínicia de Santa Cruz, meu vôo fez uma conexão em Buenos Aires e cheguei a El Calafate - de onde sai o ônibus para Chaltén. Em El Calafate eu e meu marido descansamos um pouco e demos uma volta nesta pequena e turística cidade. 

Arbusto da planta frutífera Calafate (Berberis microphylla), que está por todos os lugares da região

A cultura do chá é forte em toda a Argentina, resquício de sua colonização européia e herança dos povos primitivos que enraizaram o consumo da erva-mate no país. Seu clima friozinho também ajuda a cultura da bebida. Foi bem fácil encontrar casas de chás em todos os lugares por onde passei. Em El Calafate busquei esta fábrica de chocolates que se chama Ovejitas de la Patagonia, que possui uma casa de chá, e lá tive o melhor alfajor de todos os tempos: recheio de Calafate (frutinha da região que deu o nome à cidade - Berberis microphylla) e cobertura de chocolate branco - o local é simples, o chocolate é bom e a faixa de preço é média. O Chá que tomei em questão era uma infusão com a fruta Calafate, rosa mosqueta e mais alguns ingredientes que não me recordo. Bem saborosa, a frutinha é azedinha e terrosa, com o adocicado da rosa, ficou bem equilibrado e combinou muito com o alfajor da mesma fruta.

Hora do chá nas Ovejitas de la Patagonia, El Calafate

Com energias recobradas após uma boa noite de sono, seguimos para El Chaltén. A cidade é relativamente nova, este ano completa 30 anos de existência, e foi criada em meio à disputas territoriais de borda com o Chile, atendendo a parte turística da região e estabelecida como a capital nacional do trekking. A parte boa além do trekking são as escaladas. É ali que encontramos o Cerro Torre e o Cerro Fitz Roy, montanhas desejadas por muitos escaladores do mundo todo. A dificuldade técnica limita e seleciona naturalmente os que conseguem escalar nesta região pois seu tempo inóspito com janelas bem definidas (as ventanas), influencia na logística e preparo das empreitadas à pedra, em uma escalada de alto comprometimento. Felizmente fomos apenas pela beleza do lugar, e escalamos a modalidade que mais praticamos atualmente, o boulder, com seus seguros blocos baixos espalhados por todos os lados.

Uma das belas vistas encontradas em El Chaltén a partir de um setor de escalada

Escalando no setor Madsen. Foto: Cláudio Brisighello

Cláudio escalando com os hermanos internacionais, bloco da Vaca Muerta

Mesmo a cidade de El Chaltén sendo pequena, há opções de restaurantes, mercados, etc. Um lugar que adotamos foi o café Mathilda, na rua principal. O local tem wi-fi estável (acredite, isso é difícil por lá) e possui uma carta de chás além de uma variedade de doces incríveis. Na carta de chás você encontra de oolong a pu'er, todos como blends da casa (faixa de preço: US$3). Tomei um chá preto com café e baunilha que foi sensacional, um dos melhores deles em conjunto com o Chai. Comemos um cheesecake que tinha Calafate na cobertura e uma torta brownie com doce de leite, todos impecáveis. 

Hora do chá na Mathilda, El Chaltén

Independente do restaurante, é muito recomendado experimentar o cordeiro patagônico (faixa de preço: US$20). Cozinha local e tradicional, você encontra a carne em muitos estabelecimentos, em preparos diversos. Experimentei a versão do cordeiro mais tradicional possível, como na foto abaixo, em conjunto com batatas fritas. A carne é muito saborosa e macia, foi uma ótima experiência para o paladar.


Cordeiro no El Viejo Nando

Existe uma sorveteria artesanal na cidade com um dos melhores sorvetes de doce de leite do planeta, o Domo Blanco (faixa de preço: US$4). O sabor de doce de leite no sorvete é muito intenso e ainda, de quebra, possui pequenos chocolates recheados com mais doce de leite na massa. Vale muito a pena! Também vale a pena experimentar todos os alfajores existentes na Argentina - muitos estilos, recheios, etc., não tem como não achar um para chamar de seu favorito!

Sorvete do Domo Blanco: doce de leite em cima e Calafate embaixo!

Alfajores caseiros


Foto geral da cidade de El Chaltén

Nos dias em que não escalávamos, caminhávamos. O Parque é extremamente lindo e vale cada quilômetro a mais de caminhada para chegar nos mirantes e lagos e etc. Fizemos todas as trilhas menores e ficávamos com o coração preenchido ao ver tanta beleza. A água era a mais limpa que vi em toda minha vida e sua beleza parecia intocável. 

Mirante do Cerro Torre

Início da trilha para o Laguna Torre

Neneo, arbusto resistente ao vento e clima inóspito de Chaltén, 

A água totalmente límpida da cachoeira Chorrillo del Salto

Fim da tarde na cidade

Mais uma visão do Cerro Torre

Vista da estrada na saída de Chaltén

Fazia tempo que não ficava tão longe de casa e isso pesou bastante nas boas memórias que levarei desta viagem. Foi muito enriquecedor, cada experiência, cada pessoa que conhecemos, cada sabor novo, enfim. Em vários momentos, o mergulho em meio à natureza me fez lembrar aqui de casa e meus pensamentos não poderiam deixar de dizer, como São Bento também é bom! 

Chalten'
Rio de Las Vueltas

O blog ficou um pouco parado devido à viagem (mas o instagram não parou, não esqueçam de espiar por lá também!) e tenho tantas novidades para escrever, vamos ver se consigo um pouco de tempo nas próximas semanas. 

Hasta luego!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 comentários:

  1. Niclas morou um ano e meio na Patagônia Chilena e disse que a beleza é a mesma... :)
    eu to acompanhando tudo de pertinho e, a medida que você for postando eu vou lendo.
    Como sempre, descrições perfeitas sobre tudo e, mais, indiscutivelmente, sobre o chá! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, meus deuses! Niclas é muito sortudo!!!
      Tenho tanta coisa pra escrever, vamos ver se consigo na próxima semana, cruze os dedos! :-)
      Beijão!
      Yuri

      Excluir
  2. Que belo relato de viagem, Yuri! E as fotos estão fantásticas!
    Beijos, Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline! Muito obrigada!
      Foi fácil tirar fotos bonitas em um lugar tão lindo! :-)
      Beijo enorme!
      Yuri

      Excluir

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.