Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

13/03/2015

Receita Fácil: Pipoca Doce

Sempre gostei muito de comprar pipoca doce de carrinho na frente do cinema. Mas um dia eu pensei comigo, não deve ser difícil fazer uma pipoca doce e boa em casa, então saí testando em busca da receita ideal e cheguei nesta abaixo (que todo mundo pede e eu sempre esqueço de passar, agora estou me retratando!).

Temperando a pipoca com açúcar ao final do preparo

Pipoca Doce do Chá, Arte e Vida!

Ingredientes:
- 60 gramas de pipoca
- 120 gramas de açúcar e mais uma colher de chá para salpicar
- 30 gramas de manteiga
- 30 gramas de óleo vegetal
- 1 colher de sopa de cacau em pó
- 15 ml de água

Preparo: 
Joque todos os ingredientes na panela. Leve ao fogo baixo e misture até que a manteiga derreta e a mistura fique homogênea. Tampe a panela e mexa em movimentos circulares de tempos em tempos (para não queimar o açúcar) - atenção, este mexer é só fazer os movimentos com a panela, não utilize colheres, sequer abra a tampa. Quando começar a estourar, continue mexendo de tempos em tempos, e quando as pipocas pararem de estourar, vire o conteúdo em uma superfície antiaderente, como um tapete de silicone. Espalhe bem as pipocas na superfície e salpique uma colher de chá de açúcar por cima. Deixe esfriar, quebre as pipocas em porções menores e sirva!

Todos os ingredientes na panela!

Dicas:
- Quando a pipoca começar a estourar, continue a mexer a panela em movimentos circulares, não agite de baixo para cima senão a quantidade de milhos sem estourar aumentarão (normalmente já ficam alguns porque o açúcar que vai secando segura a pipoca fora da área de calor e assim não estoura)
- MUITO cuidado ao abrir a tampa da panela. Vire seu conteúdo no sentido contrário ao seu para evitar de que alguma pipoca estoure em sua direção (caramelo é queimadura séria).
- Ao virar a pipoca na superfície antiaderente, tente misturar um pouco as pipocas pois muito caramelo se concentra no fundo da panela deixando algumas pipocas mais limpas que as outras.
- Acredite, uma colherzinha de açúcar espalhada por cima das pipocas caramelizadas dá um toque a mais, mas não coloque mais que isto, lembre-se que ela já tem açúcar demais na composição.
- Não adianta aumentar o cacau pra virar pipoca de chocolate. O cacau aqui é só um temperinho, ele dá um sabor bom ao conjunto da obra e só - colocando mais, irá queimar e amargar.
- É importante dividir as gorduras em dois tipos para dar o resultado ideal. Não fazendo isso, perdemos no sabor ou na textura (gorduroso demais).
- Não aguentou comer tudo? Guarde em um potinho fechado, ela se mantém boa por dias, é uma maravilha!
- A superfície antiaderente pode ser alguma superfície lisa, levemente untada com manteiga. Eu não confio muito no papel manteiga pois já tive momentos em que vi ele agarrando no caramelo. Enfim, o tapete de silicone é o ideal.


Tirando as pipocas da panela, com cuidado, e espalhando o caramelo do fim de forma igual

Acho que foi a receita que mais dei dicas de preparo até agora. Espero que não soe complicado, são apenas alguns detalhes para que uma coisa simples como uma pipoca doce, saia perfeita. E olhe que até hoje quem comeu dessa pipoca sempre quis mais!



Claro que não perdi a chance de fazer um chazinho preto pra acompanhar tamanha doçura! E no mais, um bom filminho com pipoca pra todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.