Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

01/02/2016

Receita: Madeleine Tendre Rosée

O blend Tendre Rosée da Damman Frères, vendido pela Le Thé, é uma mistura de chá verde com pétalas de flores e aromas de frutas. Ele resulta em uma infusão de sabor muito delicado, com um floral que me lembra violetas. Achei que seria perfeito para fazer as levíssimas madeleines e eis que venho compartilhar a receita.

Se quiser conhecer outras maneiras de utilizar o chá como ingrediente de cozinha, veja este artigo!

Madeleine de Tendre Rosée da Damman Frères



Ingredientes:
2/3 de xícara de farinha
3/4 de colher de chá de fermento
pitada de sal
1/2 xícara de açúcar
2 ovos
60 gramas de manteiga sem sal derretida
8 gramas do chá Tendre Rosée - Damman Frères da Le Thé

Preparo:
Horas antes de fazer as Madeleines, derreta a manteiga até a temperatura de 80ºC e adicione o chá. Misture, cubra e deixe descansar por, no mínimo, 4 horas. Depois esquente levemente até que a manteiga derreta novamente, coe com peneira fina, pressionando bem o chá para soltar toda a gordura e reserve.

Coando o chá após sua infusão na manteiga

A manteiga com a cor  e aroma do chá Tendre Rosée

Em uma tigela misture a farinha, fermento, sal e reserve.

Na batedeira, misture os ovos e o açúcar até que fiquem em ponto de fita (massa clara, grossa, que ao cair faz movimentos de fita), adicione a farinha e misture delicadamente à mão. Por fim adicione a manteiga de chá e misture até que todos os ingredientes estejam incorporados.

Descanse a massa coberta com filme plástico (encostando em sua superfície) na geladeira por pelo menos uma hora. A seguir, distribua a massa nas formas e asse em fogo médio (180ºC), preaquecido, por 10 minutos ou até que dourem. Espere esfriar, desenforme, se desejar polvilhe açúcar de confeiteiro por cima e sirva!

Minhas madeleines foram à mesa com um pouco de geléia de pêssego que acrescentou um toque úmido e frutado na massa leve e perfumada do bolinho, além de dar um adocidado a mais - este chá ficou fantástico na massa pois seus aromas são muito presentes mesmo depois de assado. Ficaram ótimas harmonizadas com chá verde ou preto puro.

Bon appétit!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Olá. Bonito registro fotográfico, instigando a fazer a receita. Uma dúvida: esse tempo de "infusão" na manteiga pode ser adotado como regra para qualquer tipo de chá? Ou há variação do tempo a depender do tipo de chá? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eric, é para todos os tipos de chás e infusões!
      Saudações!
      Yuri

      Excluir

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.