Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

27/07/2010

Degustação de Chá - Afinando o paladar

Fiquei devendo algumas dicas de como desenvolver melhor o paladar para auxiliar na degustação de chás. Chegou a hora, vamos lá?
 - É importante lembrar quais são os sabores básicos (doce, azedo, salgado, amargo e umami). Muitas pessoas confundem amargo com azedo, e por isso é bom deixar registrado em seu cérebro a diferença, experimentando cada um de forma consciente. Momento cultura inútil para esta postagem: Lembra daquele mapa de sabores sentidos na língua, que aprendemos na escola? Estudos recentes mostram que essa teoria está incorreta e que os receptores dos sabores estão espalhados por toda a língua. Mais ainda, a sensibilidade dos mesmos pode variar entre homens e mulheres.

- Além de isolar os sabores básicos, gosto de experimentar os ingredientes isolados para também reconhecê-los em uma composição. Assim, se um blend de chá possuir chá preto, hibisco, mel e rosa, conseguirei identificar cada um dos elementos da sua composição em determinado momento, ao bebê-lo. Poderei dizer que a base é o chá preto, o sabor se mantém na rosa com mel e o gosto final é do hibisco. O que tento fazer é procurar as ervas isoladas e comprá-las, fazendo infusões delas e assim ampliar meu leque de sabores novos. Por isso digo que é sempre muito bom experimentar de tudo na vida, nunca se sabe quando se encontrará um ingrediente inusitado em um chá!

- Não esqueça de cheirar o chá em todo o seu processo, as folhas secas, as folhas após a infusão e o liquor (nome dado ao líquido proveniente do chá) final. O cheiro ajuda a dar um panorama geral do corpo do chá.

- O chá é um líquido muito sutil e muitas vezes, para obtermos o máximo de seu sabor, é preferível bebê-lo sozinho, sem acompanhamento. Você poderá harmonizá-lo posteriormente, quando já estiver familiarizado com seu sabor. Também vale tentar não comer nada gorduroso ou picante antes da degustação para não interferir na mesma.

-  Apesar de ser sutil, o chá possui muitas nuâncias, e geralmente dizemos que ele tem base em três sabores para sua composição: o de primeiro plano (top note), um secundário (middle ground) e o sabor de fundo (background). 

- Os degustadores profissionais têm uma técnica na hora da degustação: Quando bebem o chá, não viram o líquido aos lábios simplesmente. Eles sugam o liquor, fazendo barulho, deixando o ar entrar em conjunto com o líquido. Isto ajuda o desenvolvimento do sabor por igual dentro da boca. Segue dois vídeos sobre isto (em inglês e em alemão):



Ainda não terminei sobre este assunto, mas por hora fico por aqui. Antes de ir, não esqueçam que o que realmente vale acima de todas essas dicas, é o prazer do sabor e do momento que o chá nos proporciona. Sem isso, nenhuma dica faz sentido!

Em breve, mais do mesmo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Yuri, adorei tudo que você recomendou!
    Ótima publicação, com dicas extraordinárias para quem está começando!
    Espero mais publicações como esta.
    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lucas!
      Muito obrigada pela sua visita, o intuito é divulgar cada vez mais sobre os chás e fico muito feliz que tenha gostado do conteúdo!
      Confesso que sou um pouco devagar para sentar e escrever as coisas por aqui mas prometo sempre tentar manter um ritmo mínimo.
      Obrigada e abraços!
      Yuri

      Excluir

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.