Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

21/02/2013

Degustação de Chá: High Nepal Mint Tea

Ganhei de presente este chá de uma amiga (obrigada!) que foi ao Nepal e me encantei com sua embalagem!

Nepal Mint Tea

A mistura do aspecto rústico na sua parte externa, com a embalagem plástica prateada, a vácuo, onde as folhas permaneciam, é um interessante contraste vivenciado nos dias de hoje: tradição e modernidade.

O Nepal ganhou suas primeiras mudas da planta do chá de seu vizinho, a China, nos idos de 1860. Sendo um lugar com grande altitude (encontramos em suas terras o famoso monte Everest de 8.848 metros de altitude) ele produz um chá cujo terroir lhe garante a leveza frutada comparada ao Darjeeling, famoso chá produzido pelo seu outro vizinho, a Índia.

Nepal Mint Tea by Yuri Hayashi
Embalagem e folhas secas do High Nepal Mint Tea

Estava muito curiosa de como seria este chá vindo de terras tão distantes, lugar fantástico para o alpinismo e que já ouvira muito falar.

Nepal Mint Tea by Yuri Hayashi
Folhas secas do High Nepal Mint Tea

O High Nepal Mint Tea, chá preto com hortelã (há folhas de hortelã misturadas às de chá preto), apesar de ser composto por muitos galhos, trouxe uma curiosa e agradável surpresa: o balanço dos sabores. Foi um dos chás mais equilibrados entre chá preto e hortelã que já tomei e isso o fez muita diferença no paladar: não havia aquela sensação da boca preenchida totalmente pelo picante da erva mentolada, mas uma agradável e refrescante sensação de leveza no antes, durante e depois, mesclado ao corpo do chá preto.

Nepal Mint Tea by Yuri Hayashi
Liquor do High Nepal Mint Tea

O Nepal é um pequeno produtor de chás, comparado ao mercado mundial. O que é bem conhecido na região é o chá servido com manteiga de iaque (bovino encontrado nos Himalaias) e sal - o "Chá de Manteiga de Iaque" é tradição vinda do Tibet - que ajuda a enfrentar os dias frios não por apenas ser uma bebida quente, mas nutricionalmente falando também. No início dos tempos muitos orientais bebiam chá com sal, uma verdadeira sopa. E lembro ainda pequena de ver minha avó preparando chá, jogando no gohan e beliscando alguma conserva japonesa salgada junto. Tratando-se de chá, eu não pude resistir e experimentei chá verde com sal e leite. Realmente vira uma sopa com características orientais. Não se acanhem em tentar, vale a experiência!

Chá com Manteiga Salgada
traduzido do livro Tea - aromas and Flavors Around the World, Lydia Gautier

1 litro de água
1 litro de leite integral
50 gramas de manteiga salgada
30 gramas de chá preto

Ferva a água com o chá por alguns minutos adicione o leite e deixe ferver por 3 a 4 minutos. Retire do fogo e adicione a manteiga, mexendo vigorosamente para produzir uma mistura leve. Coe em peneira e sirva em tigelas.

Nota: Eu aconselho a misturar com um fouet para alcançar a leveza que a receita pede.

Bom chá para vocês (sendo ele amargo, doce ou salgado)!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Linda embalagem mesmo, Yuri!
    E esse chá com manteiga salgada? Nunca tinha ouvido falar... confesso que precisarei de coragem para experimentar pela primeira vez. hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia, eu sei... a idéia realmente parece estranha a princípio, mas vai mentalizando uma sopa e não um chá que funciona muito bem! :-)
      Beijão!!!
      Yuri

      Excluir

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.