Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

19/02/2014

A Origem do Chá em Shennong

A origem do chá é antiga e incerta mas baseada na obra Erya (a mais antiga enciclopédia chinesa, 3 AC) onde o termo chá foi adicionado nos idos de 130 DC, consta-se os primeiros registros da existência da planta e sua prática como bebida. Ainda seguindo a linha de pensamento utilizada por historiadores (pois estamos tratando de tempos muito remotos), esta prática foi introduzida por Shennong (2737 AC - 2697 AC) cujos feitos são inúmeros na área da medicina e agricultura.

As várias faces de Shennong: 1. Arte indiana; 2.Arte japonesa, século 19; 3. Arte chinesa, Dinastia Qing

Shennong (Fazendeiro Divino) é conhecido por muitos nomes: Yan Di (Imperador do Fogo), Yandi Shennongshi, Shinno (no Japão), Wugu Xiandi (Imperador dos 5 Grãos), Sinnong (na Coréia), Shen Nung, Deus do Vento que Queima, Imperador da Chama, além de se acreditar que ele era o Imperador Yan (tratado como pessoas diferentes pela história até 2004) e confundido com o deus Fuxi.

Em Shennongjia na Província de Hubei, o épico "Conto do Caos" traz a história de Shennong.
Clique na imagem para ampliar

O "Deus do Vento que Queima" era relacionado ao fogo pois é creditado à ele a introdução da técnica de corte de vegetação e queima de terrenos para sua limpeza, ao mesmo tempo em que as cinzas fertilizam o solo e a terra fica pronta para a plantação. Seus ensinamentos trouxeram o consumo alimentício de grãos e vegetais ao invés de apenas carne, ostras e frutas silvestres, mais recorrentes na época. Com seu conhecimento as plantações também possuíam irrigação e lhe é creditado a criação da feira para a troca de hortifrutis (entre muitas outras invenções).

Com tamanha ligação ao mundo das plantas, Shennong era um grande pesquisador de ervas com finalidades medicinais. É dito que ele conseguia provar, por dia, mais de 70 tipos de plantas e discernir suas propriedades e toxinas. Shennong Ben Cao Jing (Divine Farmer's Materia Medica) é o nome da obra que reúne seus estudos incluindo 365 itens - entre plantas, minerais e animais - escrita, atualizada e revisada por outras pessoas após sua morte (as informações foram baseadas no conhecimento passado pela tradição oral e atualizadas conforme a prática - a partir de certa atualização, o número de itens passava de mil).

Um exemplo do livro Shennong Ben Cao Jing, versão de Qing Jing

Como toda boa história onde a realidade se mescla com o mítico, Shennong é representado na forma de um homem que possui dois chifres e seu poder de qualificar propriedades nas plantas lhe é proporcionado pelo fato de possuir um estômago transparente. No intuito de ajudar as pessoas que naquele tempo não sabiam cozinhar e constantemente ficavam doentes, ele saía vagando pela floresta com dois sacos. As plantas que serviriam de alimento ficavam no saco da mão esquerda e as planta medicinais, no da direita. Uma das plantas que ele logo encontrou foi uma erva verde a qual chamou de "cha" que significava "inspeção" já que ele via que a planta inspecionava todo o seu organismo quando ingerida - aqui cabe uma desambiguação pois as pessoas interpretaram o "cha" como a planta do chá e assim a história teve sua vertente. Todo dia Shennong se intoxicava com alguma planta e corria para tomar chá, que o curava. A lenda mais comum na cultura do chá conta outra versão (e ainda existem algumas outras): um dia, Shennong ao ferver água - ele incentivava este costume para sua purificação - caiu no sono e sem perceber algumas folhas da árvore que estava próxima haviam caído em sua água. Ao acordar, experimentou a infusão que lhe revelou possuir muitos benefícios e assim foi descoberta a planta do chá.

Altar em homenagem à Shennong na Província de Hubei, China

Existem dois lugares de origem atribuídos a este Imperador da história chinesa, a Província de Shaanxi ou a Província de Hubei (são províncias vizinhas). Independente da localização exata, ambas possuem plantas de chá em seu território, reafirmando sua possível história de descoberta pelo sábio. Em sua homenagem, o platô Shennong Jia e o Córrego Shennong foram nomeados desta forma. O primeiro é um lugar de extrema diversidade de vegetação, possivelmente o local de seus estudos e hoje área de preservação, sendo o rio também próximo a esta área. 

Deparei-me com duas versões para a morte de Shennong, a primeira foi durante a Batalha de Banquan, morto pelo Imperador Amarelo em defesa de seu reinado. A outra conta que ao experimentar uma pequena flor amarela, Shennong viu seu intestino quebra-se em pedaços - era a Gelsemium elegans  Benth - sem tempo hábil para tomar o chá, ele faleceu servindo a humanidade - feito lembrando até os dias de hoje, acarretando homenagens em diversos lugares da China.

Plantação de chá em Hubei, China, possível lar de Shennong

Após o século 5 DC, o chá que até então era conhecido apenas no sudoeste da China espalhou-se pelo país por conta do Período dos Reinos Combatentes - com a movimentação militar, muitos povoados migravam, levando sua cultura do chá por onde passavam. Não demoraria muito para que a bebida chegasse aos países vizinhos e ganhasse o mundo.



* Fontes que utilizei nesta pesquisa:
- III. Tea‐producing countries, Food Reviews International, Volume 11, Edição 3, 1995
- Traditional Chinese Medicine, Yuqun Liao, Cambridge University Press
- Handbook of Chinese Mythology, Lihui Yang, Deming An, Oxford University Press
- http://www.chinatravel.com/facts/chinese-tea-history.htm
- http://en.wikipedia.org/wiki/Shennong
- http://en.wikipedia.org/wiki/Yan_Emperor
- http://www.stillinthestream.com/files/teatimeline.html
- http://www.itmonline.org/arts/shennong.htm


* Este artigo é o fruto de um trabalho de pesquisa séria, que me toma bastante tempo e que faço com o maior prazer. Caso você queira reproduzí-lo na íntegra ou fazer alguma citação do seu conteúdo, por favor, entre em contato e nunca se esqueça de colocar os créditos para o meu site.
 Agradeço pela consideração.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.