Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

07/04/2010

Degustação: Chá Preto "Agulha Dourada" (Golden Needle Black Tea)

Já tem um certo tempo desde que eu vi pela primeira vez este chá preto que lembra muito a aparência do chá branco. Como não consigo me conter quando se fala de chá, fui atrás dele e o escolhi para recomeçar a minha série de degustações do novo blog.

O "Agulha Dourada", Golden Needle, ou Jin Zhen, é considerado um dos melhores chás do mundo. Na antiguidade ele era extremamente precioso por ser retirado das antigas árvores de chá nas províncias da China. Seu formato em agulha também reflete sua especialidade, produzida por mãos habilidosas.



Chá Preto "Agulha Dourada" (Golden Needle Black Tea)


Vamos começar pela sua aparência enquanto folhas secas (figura 1). As folhas são enroladas em seu comprimento, levemente curvadas, e sua textura, ainda com a penugem, indica sua tenra idade na colheita. Sua coloração dourada é encantadora e traz vida à folhagem seca. A primeira coisa que sentimos em seu cheiro é a doçura da composição, algo como um melado, perfumado, ainda com aquele finzinho que puxa para o cheiro característico de um chá preto, mais um leve tabaco. 

Após a sua infusão (figura 2), suas folhas se uniformizam neste belo caramelo e podemos averiguar a qualidade do chá na figura 3, através de um bud, ou broto da planta do chá, que assegura o seu frescor. As folhas maiores são utilizadas, geralmente, para chás de qualidade inferior. Grande parte deste chá é composto por buds. Seu perfume agora se reduziu ao adocicado com o tabaco e eu consegui sentir algo aproximado à casca da beringela, mas sem nenhum odor de fumaça.

O resultado final é um liquor âmbar e translúcido, belíssimo (figura 4)!  Ele produz uma certa espuma que eu acredito ser parte da sua penugem após a infusão. O seu sabor é suave, adocicado ao fim, com um corpo bem presente entre o perfume da sua composição e os taninos. 

Este chá foi uma revelação para mim. Desde o início do seu processo de infusão até o fim, a idéia de sabor que eu imaginava foi totalmente transformada. Agradável surpresa! Aproveitei alguns doces da cidade de Baldim, em Minas Gerais, para acompanhá-lo, mas este chá merece ser tomado sozinho, utilizando os acessórios chineses adequados, com as pequenas xícaras e pequenos goles, fazendo juz à sua preciosidade. 

Dados Técnicos: Este Golden Needle Black Tea, da Província de Fujian, pede água à 100ºC, 1 minuto para sua infusão sendo que suas folhas permitem infusões múltiplas. A primeira e a segunda são de 1 minuto e um 1 minuto é adicionado à cada infusão seguinte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.